Pular para o conteúdo principal

Postagens

Para a Karine do fim de 2018

Espero que você esteja viva.
Sei que esta é uma frase estranha de se falar assim, logo de cara, mas sabemos, eu e você, o quanto foi difícil chegar até aqui inteira. Aliás, inteira não - isto você deixou de ser há algum tempo. Não sei dizer exatamente em que momento (ou talvez eu saiba e só não queira admitir), mas algo se quebrou aí dentro. 
Chegamos até aqui tentando juntar os pedaços e não foi fácil. Sei o quanto você quis sumir. Desaparecer. Sei de todas as vezes em que você ficou na cama sem se mexer, na ilusão de que o mundo se esqueceria de sua existência. Não se esqueceu - e você teve que continuar indo em frente, levantando, sorrindo, fingindo que estava bem quando aí dentro, aí bem dentro, tava tudo um caos. 
Espero que não esteja mais um caos.
Desse lado de cá, ainda no começo, é o primeiro dia do ano.
Eles dizem que um novo ciclo começa, mas não acho que há muita diferença de ontem. Mas aproveitei para respirar. Às vezes, é só o que a gente precisa, sabe? Não fiz metas, to do l…
Postagens recentes

porque era amor

vontade de gritar
mas fala baixinho
fala baixinho que vai todo mundo olhar.
mas tudo bem, porque era amor.
o telefone não tocava
eu ficava esperando
você chegava atrasado
eu achava que era louca.
mas tudo bem, porque era amor.
a sua ex que não parava de ligar
e eu não podia nem falar com aquele amigo
ele gosta de você
para de dar bola pra ele
e você mandando mensagem pra Julia
mas tudo bem. era amor.
o primeiro dia que você apertou meu braço
o dia que você tampou minha boca no meio do restaurante
tira essa saia
tira essa blusa
eu achava que era puta
mas tudo bem, era muito amor.
meu caderno de textos que você rasgou inteiro
e as poesias que você dizia que eram vazias
para de escrever
você não escreve bem
acha que vai ficar famosa?
e eu parei de escrever
mas tudo bem. parei por amor.
os amigos que eu deixei pra lá
os aniversários que eu não fui
toda aquela gente nova que eu não conheci
fica em casa, eu chego já
e não chegava
não chegava
eu sozinha
e os amigos que cansaram de mim
ou de quem voc…

A poesia das nossas conversas de travesseiros

Tenho que ir. Não, fica. Amanhã acordo cedo. Eu te acordo então, já até coloco o despertador. A gente vai perder a hora. Se você for, a gente perde também. Perde o quê? Sei lá, acho que tudo; tenho medo de, se você for embora de novo, a gente se perder de vez.

(...)

Você mudou o colchão. É, aquele já tava velho. Mas já tinha o formato do meu corpo. Não tinha mais, já tinha sumido. Já? Já – é o que acontece quando a gente vai embora da vida das pessoas: nossos rastros vão desaparecendo. Ah.

(...)

Eu desapareci? O quê? Eu desapareci da sua vida? Quase. Hm. Mas você tá aqui agora. É, tô aqui agora.

(...)

Você cortou o cabelo. Cortei, eu queria te esquecer. O que eu tenho a ver com o seu cabelo? Nada – ou tudo; sei lá, eu queria parar de ser aquela pessoa que eu era. O que tinha de errado com a pessoa que você era? É que ela amava você.

(...) 

O que a gente tá fazendo? Você sabe. Não, digo, o que a gente tá fazendo; já tinha acabado. Não tinha. Você me disse que se eu fosse embora, você ia me esq…

O que eu te prometo do mundo

Num mundo onde mensagens de texto são a forma principal de comunicação, onde um emoji de coração tem muito significado, onde temos urgência de publicar tudo o tempo todo e exigimos resposta rápida, onde um visualizado e não respondido nos magoa, onde nos comunicamos e entretemos através de memes, eu prometo deixar meu celular de canto e te olhar nos olhos.

Num mundo onde somos incompreendidos e não temos direito a opinar, onde compartilhamos sem ler, onde banalizamos o que sentimos, onde não respeitamos a opinião do próximo, onde cobramos o que não fazemos, onde aparência conta mais do que o que somos, onde números falam mais do que caráter, onde se importar é sinal de fraqueza, eu prometo ser verdadeira e me importar.



Num mundo onde buscamos por aceitação, em vez de felicidade, onde procuramos por ilusões, em vez de sinceridade, onde corremos porque é mais fácil do que ficar, onde fugimos porque é mais fácil do que enfrentar, onde nos omitimos porque é mais fácil do que assumir quem so…