Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2009

Arquivo-morto

Vai lembrar que um dia existiu um alguém que só carinho pediu.  E você fez questão de não dar.  Fez questão de negar.  (Maysa)
Durante algum tempo (para ser mais exata, quatro anos), eu acreditei que você já não significava nada para mim. E que poderia aparecer a hora que quisesse, namorar a primeira garota que surgisse e eu não me importaria. Eu achei que seu nome tinha sido deletado da minha memória (assim como os telefones, endereço e todo aquele efeito que você exercia sobre mim) e que você era um passado distante. Durante algum tempo, eu achei que eu já não me lembrava do seu jeito de falar, de sorrir, ou da sua voz e do modo como você sempre implorava pelo meu cafuné.

E então eu segui a minha vida sem me importar com você e sem querer ter notícias suas. Eu não me deixei apaixonar por outros garotos porque eu tinha visto durante um bom tempo como era sofrer por não ser correspondida. E cada vez que eu começava a gostar de alguém, eu me castigava, me afastava da pessoa ou fazia mentalm…