Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2010

Querido amor,

Há um tempo venho tentando preencher os vazios que você deixou. Venho tentando curar as feridas que você abriu. Superar os traumas que você criou.
Há tempos, eu acreditava que você era a melhor coisa desse mundo. E que se eu te tivesse, e te sentisse tudo seria bom e belo e feliz. Nunca imaginei que você pudesse machucar tanto.
Meus momentos de felicidades com você foram curtos e escassos, enquanto deixou todos aqueles nossos momentos tristes e decepcionantes. E haja decepção. Você, com certeza, foi a maior delas.
Agora eu tô aqui, te escrevendo uma carta de um lugar distante. Porque há tempos que não te vejo, nem quero te ver. É triste isso. Um casal que tinha tudo para dar certo acabando assim, com uma carta vez ou outra de algum lugar do mundo, deixando uma saudade bem de leve.
Eu podia ter sido muito feliz com você. Mas você me ensinou antes como era ser triste com você. E depois a gente desistiu da gente.
Com carinho,
Aquela que não quer te ver tão cedo. E que hoje é feliz. Sem você…

3° pedido

"Que você não seja minha quarta-feira de cinzas. Não quero ter ressaca de um carnaval que foi super divertido, mas que me deixou com uma terrível do der cabeça."

Nosso jeito mulherzinha

Tem mulher que sempre dá segunda chance. É ridículo e a gente sempre acha que não é assim, mas na hora H a gente sempre dá. Talvez porque a gente tente acreditar que as pessoas mudam. A gente só esquece que elas não costumam mudar para melhor. Não sempre, pelo menos.

É sempre assim: com aquele sapato que machuca toda vez, mas a gente acha bonito demais pra deixar de usar. Aquela roupa que a gente guarda no armário para o dia que emagrecer e puder usar de novo. Aquela bolsa que já saiu de moda, mas a gente insiste em levar de um lado para o outro, só porque é maravilhosa. A gente é assim com a cor do esmalte, com a cor do cabelo, com o blush.

Mulher que é mulherzinha dá a terceira, a quarta...quantas chances for preciso. Acho que é pra colar o coração despedaçado várias vezes e ver se na última consegue preencher todos os buracos e não deixar entrar de novo. Mas a gente sempre deixa. Seja pra preencher nossos vazios ou por sermos idiotas mesmo. É que a gente sempre fica com aquela dú…

Por me deixar partir

Guardo você na parte mais profunda que tenho. Vez ou outra dou uma olhada para saber se está bem. Se precisa de ajuda, se me quer por perto. Tenho medo que um dia você me pareça feliz e alegre o suficiente para me mostrar que eu não significo mais nada. Tenho medo que um dia eu me pareça feliz e alegre o suficiente e isso queira dizer que você não significa.

Tenho medo desses nossos silêncios eternos que nunca querem dizer nada, mas acabam de um jeito meio cruel dizendo mais do que tudo. E desses nossos gritos que não querem dizer nada além de demonstrar o quanto nós temos tanto medo. E tenho saudade dos nossos calores juntos que tornavam-se vulcões. Tenho saudade do sorriso e tenho saudade das lágrimas. Tenho saudade de sentir qualquer coisa que envolvesse você por perto. E não suporto a saudade de sentir você tão longe.

Fico ansiosa esperando qualquer telefonema seu. Qualquer sinal de vida. Qualquer respiração do outro lado da linha. Às vezes me pego aceitando seus gritos e berros…