Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2010

Feliz dia das mulheres!!!!

"Parabéns para você, que, linda, lida com explosões hormonais uma vez ao mês. Que sente tudo inchar. Que chora por besteira. Que valoriza bobagens. Que acredita em filmes de amor. Que faz coleção de esmaltes. Que ama sapatos, bolsas e cacarecos para colocar no cabelo. Que compra só porque tava em liquidação. Que sempre precisa de alguma coisa. Que acha o amor a coisa mais bonita – e importante desse mundo. Que sabe como é fundamental olhar para si mesma – ainda que de vez em quando se perca e se preocupe em demasia com o "querer" do outro. Parabéns para você, que dia a dia aprende mais sobre você mesma. Que erra para aprender. Que é forte o suficiente para seguir em frente – sem lamúrias, mas com maturidade e sensatez. Que de vez em quando esquece a própria idade e o juízo em algum canto. E depois acha, como mágica. Parabéns para você, que tem um sonho. Que não desiste, apesar do que falam. Que não se abala, apesar do medo. Que sente uma fraqueza interna, mas caminha c…

Nossa caminhada

É triste, não é? Essas voltas que a vida dá sem nem perguntar se a gente está mesmo preparado para todas essas mudanças que virão.
Essas novas fases, apesar de poderem ser muito boas e muito divertidas e muito gostosas, normalmente implicam em algumas perdas. Certos amigos, excluindo aqueles meio eternos - que estão contigo aonde você for, independente de tudo -, só fazem parte dessas fases que surgem em nossas vidas. 
Alguns amigos passam todo o primário com você. Você aprende a escrever ao lado deles, mas após anos e anos, você sequer sabe o nome deles para poder escrever. Alguns outros brincam dias e dias contigo, e depois somem como se nem tivessem existido. Há aqueles que passaram pelas mesmas coisas que você: as mesmas dúvidas, os mesmos sonhos, os mesmos professores. Há quem tenha enfrentado o mistério do primeiro beijo ao seu lado - e depois você nunca mais revê para poder beijá-lo novamente - na boca ou no rosto. 
Tem aqueles que enfrentaram o saco e a diversão do colegial com v…

Cadê você?

Queria que você estivesse aqui para ver o quanto amadureci, cresci, apareci. Poder te abraçar e dizer todas aquelas coisas que eu queria tanto ter dito e não disse - porque ainda não sentia ou porque não sabia: que eu não precisava de você para nada. Que conseguia viver muito bem.

Eu queria poder te dizer naquela época que eu era uma pessoa inteira com ou sem você. Que não doía tanto quanto eu imaginei que doía - e olha que isso já é doer muita coisa.

Acho que essa minha necessidade da sua presença é o oposto de todos os meus desejos de antes: quando eu queria você por perto, quando eu queria suas palavras amigas. Agora é diferente. Eu queria a sua presença só para você ver de longe que eu já suporto a sua ausência. Que eu aprendi sozinha o que, supostamente, você queria ter me ensinado.

Sei que posso parecer uma criança que precisa dar orgulho ao mais velho: quero ficar aqui, pulando e mostrando que eu posso sim fazer tudo o que tinha dito que podia. Talvez seja isso mesmo. Uma von…