Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2011

016

Querido _________________ (deixo nesse espaço o vão para cada pessoa que machucou, para cada sentimento que morreu, para cada ocasião que quem achou que tivesse morrido fui eu).

Foram dias de crise, de choro, de lágrima doída - dessas que a gente solta quando parece que não aguenta o peso do mundo. Entenda que às vezes é preciso mesmo esse silêncio agoniante, esses momentos de reflexão que matam, pensar na sua vida até aqui para descobrir por onde você quer começar a mudança. Entenda que é preciso, de vez em quando, ficar sem chão pra reaprender o que é voar. Entenda que não é só porque dói desesperadamente - e eu choro, e eu reclamo, e eu faço escândalo - que eu não tenha forças para superar: é só que talvez eu também precise de colo, atenção e carinho. A sensação é de que você correu uma maratona: falta ar para seguir em frente; cada músculo reclama; doem partes no seu corpo que você nem sabia que existia. Você sabe, no fundo, que depois do descanso, de um bom banho e uma massagem, v…

015

Gritar.

Gritar.

Gritar.

Não faço mais sentido: nem pra mim.

Preciso de água de coco. Praia. Sombra e água fresca.

E quem não precisa?

We could have had it all.

Ai Adele.

You had my heart inside of your hand.

And you played it to the beat.

You played.

Todo mundo brincou.

É minha vez agora.

You're gonna wish you never had met me.

014 - ou: porque cansei.

Não entro em blogs de moda há dias. Tá tudo tão igual. Tudo tão parecido. Tudo tão vazio e superficial.
Não posto texto no meu tumblr há dias. Tá tudo tão igual. Tudo tão batido.
Não escrevo textos novos há dias. Não tem nada igual aqui dentro. Mas sei lá sobre o que eu quero falar nesses dias.
Se eu te disser que preciso de um abraço, você me abraça?
Se eu te disser que preciso xingar o mundo, você me deixa?
Tô com vontade de explodir, mas não tenho forças nem pra isso.
Não aguento mais gente ao meu redor falando de marca, de roupa, do que veste. Não aguento mais gente ao meu redor se auto-enaltecendo (isso existe?).
E no que você acredita? E o que você busca mesmo?
Sei lá.
Tenho ainda que acreditar am alguma coisa nessa vida?
Quero viajar. Pra longe. Não sei se quero voltar.
Aqui não é mais meu lugar. Não agora. Por favor, entenda.
Se vai rir, nem leia.
Se vai chorar, me esqueça.
Quero paz. Quero um bom livro (me indiquem?). Quero uma música que defina tudo.
E quero um texto que faça sentido…