Pular para o conteúdo principal

You're not alone


You're not alone
I'm here with you
(Michael Jackson)

Outra noite eu escuto você chorar. Eu queria correr para você e limpar suas lágrimas, dizer que nunca mais quero lhe ver sofrendo. Nós dois sabemos que isso não vai acontecer. Uma hora você vai parar de chorar. Eu espero. E uma hora você vai perceber que eu continuo aqui para você, basta que você me veja.

Eu não queria ter ido. Eu não queria muita coisa. Mas aconteceu, e o que mais me dói é ver você chorar toda noite, rezando para que tudo não passe de um pesadelo e eu volte. Eu não vou voltar. Queria ao menos que alguém lhe dissesse que essas coisas acontecem, que você precisa seguir em frente. Você xingaria quem quer que ousasse lhe falar para seguir em frente. Mas você precisa, e eu queria falar isso para você.

Você não está sozinha. Espero que um dia se dê conta disso. Ainda que pareça, ainda que doa como se estivesse, você não está sozinha. Meu amor continua com você e talvez ele, um dia, seja capaz de curar essa ferida imensa que minha partida lhe deixou. Talvez um dia você seja capaz de reparar como meus olhos continuam focados em você, preocupados com cada movimento seu, com cada lágrima que você deixa escorrer por mim. Por favor, não chore mais tanto por mim.

Ver você sofrendo acaba comigo. Sei que você está acabada também. Sei que dói muito, eu imagino. Sei que parece que nada mais irá fazer sentido. Mas irá. Eu rezo, aqui de onde posso, para que volte a fazer sentido para você. Conto os dias até que chegue aquele em que você conseguirá levantar da cama, ir trabalhar, ler um livro, conversar com as pessoas e voltar a dormir, tudo isso sem pensar uma única vez em mim. Admito que dói pensar na ideia de um dia você não pensar mais em mim, mas acho que é a única saída. Rezo para que você pense cada vez menos em mim.

Pense em mim no dia do meu aniversário. E no nosso aniversário de namoro. E só. Nos outros dias, pense em você. No seu novo namorado. Na sua mãe. No seu pai, no seu irmão, na sua melhor amiga. Pense no seu mestrado, no seu curso de teatro. Pense em qualquer coisa, e uma hora você deixará de pensar em mim. Por favor.

Você não está sozinha. Escute meus sussurros em seus ouvidos. Pare de chorar e escute minha voz rouca e baixa dizendo que tudo ficará bem. Tudo ficará bem, você não está sozinha. Continuo aqui, eu juro. Continuo lhe olhando, eu juro. E ainda amo você. Mas, por favor, pare de me amar tanto assim. Vai doer menos, um dia.

Eu ainda me pergunto, como você, por que tudo isso foi acontecer. Eu não queria, e você também não, mas as coisas nunca mais voltarão a ser as mesmas. Chore hoje, ainda é recente, mas se esforce para chorar menos amanhã. E ainda menos depois de amanhã. Antes que termine o terceiro dia depois de hoje, você pensará que doeu menos. Ou, pelo menos, eu espero que isso aconteça.

Mas você não está sozinha. Eu estou aqui com você, segurando, ainda que você não sinta, sua mão. Eu estou aqui, soprando para que suas lágrimas sequem mais rápido. Eu estou aqui, ouvindo seus gritos desesperados de dor. E tentanto lhe contar que um dia tudo voltará a ficar bem. Eu ainda estou aqui, e eu estarei aqui para sempre. Você jamais estará sozinha. Eu juro.

Agora, fique em silêncio e escute: Você não está sozinha. Te amo. 

Comentários

  1. Que perfeito. Nossa, estremeci agora, muito lindo, kari(Eu posso te chamar assim?)

    ResponderExcluir
  2. Uau! Ainda não tinha lido esse e me arrepiei agora. Forte, detalhista.. Lindo! Parabéns, Ká.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Gostou do post? Deixa sua opinião ou sugestão de post aqui que a gente vai adorar ler! ;)

Postagens mais visitadas deste blog

A história do fim de uma amizade

Você sentiu falta. Ligou, procurou, correu atrás. É estranho que isso tenha acontecido depois de tanto tempo. É estranho que tenha acontecido quando a alegria acabou, o namoro acabou, aquela sua maré ótima acabou. É estranho que você tenha buscado o colo e não a comemoração. Você sentiu falta, e eu queria que isso tivesse acontecido antes. Sentiu falta, e eu queria que eu voltasse a me importar com isso. 
Você veio, me abraçou, e teve um abismo enorme entre nossos dois corpos. A gente não soube o que falar, não soube até onde podia ir uma com a outra, não soube que novidades contar, não soube nada. Rimos aqui, ali, falamos aquele superficial que falamos com uma colega qualquer e depois nos perdemos em um silêncio que durou minutos, mas pareceu durar uma vida. 
Durou uma vida. Nossa amizade, tantos anos de risadas, de abraços, de choros, de lágrimas. E por isso é quase desumano soltar a mão de alguém que esteve com a mão entrelaçada na minha durante todo esse tempo. Mas acredito que nos …

Cansei de brincar de ser trouxa

Eu cansei das mensagens visualizadas e não respondidas. De ter que estar pronta pra quando você quisesse, mas nunca poder contar com sua presença quando eu queria. Eu cansei de ser sempre tudo do seu jeito, de mendigar sua atenção, de tentar me encaixar entre um horário e outro da sua agenda, de me esforçar pra caber nuns buraquinhos esquecidos da sua vida. 
Cansei das idas e vindas, cansei da falta de atitude, cansei das vezes em que você disse que eu era tudo o que você queria, só não era agora, só não era a hora. Eu cansei de escrever sobre você, de dizer que ia te esquecer, de voltar atrás, de tentar mais um pouco, de insistir mais um tanto. Eu cansei naquela noite em que você não voltou. Naquele silêncio em que a gente não dividiu. Na madrugada inteira que você não me aqueceu e eu morri de frio. 
Eu cansei depois daquele seu olhar vazio quando eu apareci de surpresa. Eu cansei de achar que era você, e era eu, você só não sabia. Porque, quando é, a gente sabe desde o começo. Eu cans…