21 de outubro de 2012

A página seguinte depois da página virada



Desistir do sonho dói. É mais ou menos a sensação de ter um pedaço maltratado, arrancado e jogado fora. No começo, a sensação de perda é grande: não sabemos ainda como agir, caímos por não ter apoio o suficiente sem aquela parte, ficamos sem saber para qual lado ir. “E agora, é para direita ou para a esquerda?”. “Espera, calma, o que eu vim fazer aqui?”.

Depois chega a fase que a gente finge que não importou. Que seja, era só um sonho e você tem que estudar, arranjar um emprego, pagar as contas, salvar seu namoro e dizer para suas tias o porquê você ainda não quis ter um filho ou por que ainda não se casou. O sonho fica para lá, você começa a gritar em alto e bom som que está vivendo a realidade e aquelas historinhas de criança ficaram para trás também: junto com seu desejo de um futuro perfeito. E olha só: é sim possível viver sem uma parte de si mesma.

Mas quando é noite e a coisa volta a ser entre você e você, bate aquela saudade. Você se pergunta por que não insistiu mais, não bateu na mesma tecla mais vezes, por que não foi atrás daquela chance que estava distante, mas estava ali. Começa a se questionar se há mesmo uma maneira de seguir em frente sem sentir essa falta absurda de quem você era quando conseguia olhar para o futuro e imaginar uma vida diferente. Pergunta-se se o que te espera a partir de agora é minimamente parecido com tudo aquilo que você imaginou.

Verdade seja dita: você fez o que pôde. Moldou seus projetos de vida, desistiu aqui e ali e foi encarar o que a vida te deu de chance. Abriu umas portas e deixou que outras se fechassem porque talvez elas não te levassem a lugar nenhum (ou então demorariam muito para chegar a algum lugar).  Aprendeu que, de vez em quando, a gente tem mesmo é que respirar fundo e deixar para lá. Virar a página, sabe?

Mas virar a página talvez não seja o mais difícil. Doeu, te tirou o rumo, o prumo e fez você chorar. Até que você conseguiu: limpou as lágrimas e passou de fase, o videogame indicando os novos obstáculos. E agora: com que caneta começar a escrever a página seguinte? Começar com uma frase de efeito, com citação de autoajuda ou com um sonoro “Olha só a que ponto chegamos”?

Escrever a página seguinte depois da página virada daquele seu maior sonho talvez doa mais ainda. Talvez em algumas das frases seguintes, você acabe esbarrando na história que ficou para trás. Talvez você tenha vontade de reescrever algumas coisas. E descobre: escrever a página dois talvez doa mais do que deixar que a página vire.

É difícil, mas confie: você consegue. (Viu só, já comecei te dando a frase de autoajuda para a página que vem por aí).



Comentários
13 Comentários

13 comentários:

  1. oooi KarinE shaushau, seus textos são perfeitos! Fiquei aqui um tempão lendo-os, parece que muitos deles foram escritos para mim hahahahahahaha Adorei o final desse,ri nessa parte:" Viu só, já comecei te dando a frase de autoajuda para a página que vem por aí" shaushaushau. E você me deu mesmo... Parabéns! Seguindo aqui *--*

    Beijinhos Bi
    http://www.janeladela.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bianca HAHAHAHAHAHAH
      Ah, fico feliz que você tenha curtido os textos <3
      Dei um pulo no seu e adorei também! <3

      Obrigada pela visita! <3

      Excluir
  2. AMEi o texto! Super lindo, vc é muito inspirada sabia?
    http://eieuescrevo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahaha obrigada <3 Mas ter inspiração é difícil, viu? hAHAHHA
      Se tiver alguma sugestão de texto, alguma ideia, pode falar que eu aceito! hahahaha :)

      Excluir
  3. Eu já acho que é fácil ter inspiração. Difícil é transcrever a ideia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jessica :)
      hahahah o difícil é ter inspiração pra temas diferentes, chega uma hora que a gente fica repetitiva :(
      Então, se tiver ideias, eu aceito, viu? HAHAHAHA <3

      E ah, agora o tumblr não tá funcionando por aqui, mas assim que der eu dou um pulo pra dar uma olhada, ok?
      Espero sua visita mais vezes.

      beijão

      Excluir
  4. Ah! Eu tbm escrevo. www.doceescorpiao.tumblr.com eu gostaria que voce desse uma olhada e me dissesse o que acha e o que acha que devo melhorar. É importante porque amo seus textos e voce faz parte do depois dos quinze, né. Onde eu quero chegar um dia.

    ResponderExcluir
  5. Seu texto é muito lindo, de verdade! Gostei demais!
    Parabéns pelo talento!

    Estou seguido seu blog!

    xoxo,
    Lohaine

    http://sanduichedepalavras.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Lohaine :)
      Fico muito feliz que tenha gostado!

      Beijos

      Excluir
  6. Kah (nossa, to intima hahahaa) quando voce escreve, voce escreve sobre o que acontece com você ou cria um personagem mesmo? Pq tem escritores que falam de si mesmo e escritores que ''inventam''. Eu sou do tipo que fala de mim e que inventa. Voce tbm é assim? Acho que o resultado sai ótimo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jeh hahahahaha
      Então, na maior parte das vezes são personagens inventados. Eu, normalmente, uso como inspiração, músicas, filmes, histórias que li ou ouvi. Às vezes, dou uma pincelada com a minha vida. Nenhum texto é totalmente sobre mim, ao mesmo tempo que não posso dizer que não há nada meu aqui. Ou seja: é tudo ficção (até que provem o contrário hahahahhaha)

      E obrigada mais uma vez!

      Ah, olha, adorei seu tumblr! Você escreve muito bem também, sério! Já tô te seguindo por lá hahaha :D
      Vou dar uma lida melhor assim que tiver um tempo, pra ver se tenho alguma dica, e fique à vontade pra me dar sugestões tbm ahahhaha :D

      E se seu objetivo é chegar ao DDQ ou algum outro blog que você curta, o segredo é continuar escrevendo, comentando nesses blogs e ir correndo atrás, uma hora dá certo. :D Veja blogs que aceitem textos de colaboração pra postar e envie, é legal pra mais gente ir te conhecendo.

      Nessa semana, volto com um outro blog meu em conjunto com umas amigas. A gente vai começar a aceitar textos de colaboradores, então se você quiser, depois pode mandar pra gente publicar :D

      Beijos

      Excluir
  7. Oi Karine!
    Ultimamente tenho acessado seu blog e lido seus textos e puts, achei todos mt foda e super me identifiquei com alguns. Gosto muito da maneira com que você desenrola a história.
    Criei um blog mas não sou muito experte em mexer não, mas lá eu posto alguns textos de minha autoria. Se você pudesse dar uma olhada eu agradeceria muito, ok? mundodailusao.blogspot.com.br

    Ah, e não deixe de escrever nunca, pois você tem uma leitora assídua, eu!

    Beijos ; *

    ResponderExcluir

Gostou do post? Deixa sua opinião ou sugestão de post aqui que a gente vai adorar ler! ;)