Pular para o conteúdo principal

A menina que não sabe mais o que é o amor


Você está se deixando levar. Tudo bem, estamos só nós aqui e não vou espalhar seu segredo para mais ninguém. Pode chorar, pode soltar o que tem mantido preso aí dentro de você depois de tudo. Ninguém te deixou desabar como queria, eu sei. Disseram que você precisava ser forte, levantar a poeira, seguir em frente. Mandaram você respirar fundo e ter um pouco de amor próprio, pelo amor de Deus. E ninguém explicou como você fazia isso, então você entrou nas primeiras portas que teve a oportunidade, agarrou todas as chances que foram lhe dadas, entrou nos caminhos que se abriram, crente que estava seguindo em frente, como todos disseram que você devia. Mas eu sei e você sabe, menina. Você não seguiu em frente. Você apenas está dando voltas para mascarar sua dor. 

No fim do dia, seu coração continua exatamente do jeito que você o deixou ontem: despedaçado. Você tenta preencher os buracos com qualquer sinalzinho de amor, mas não dá para preencher os vazios da alma com um pouco de atração. Seu teatrinho é válido, todos estão felizes por você. Mas pode parar de fingir, te dou a carta de alforria. Só hoje, apenas hoje, amanhã você já pode colocar a máscara novamente. Mas, por hoje, permita-se chorar e ficar triste novamente por todas as histórias que deixou para trás. Pode sofrer novamente por todos os caras que te magoaram. Pode chorar por ele. Eu deixo. 

Eu sei o que você está pensando por aí. Que você tem que se apaixonar pelo primeiro que aparecer. Que você precisa colocar outro no lugar dele. Parece mesmo bem bonita essa imagem: ele saindo do seu coração e dando lugar a outro. Na teoria, é tudo o que você sempre sonhou. Na prática, é só discurso para enganar as pessoas ao seu redor. Você não vai se apaixonar por ele, menina. Por nenhum deles. Pelo menos, não enquanto você estiver fazendo tudo isso como uma obrigação. Não é obrigatório amar o tempo todo. Você sabe disso, não sabe, menina?

Você já soube tanto o que era o amor. Você vivia por aí sem medo dele. Andava para lá e para cá, sem receio de amar da sua própria forma, mesmo que todos julgassem o que você chamava de amor. Mas depois que tudo acabou, menina, você finge por aí que ainda sabe como é amar, mesmo quando você deixou de ter noção do básico sobre esse sentimento. Amor não é nada disso que você anda falando, menina. O nome disso é só dor de cotovelo. 

Um dia você vai amar novamente. Eu prometo. Um dia você vai realmente querer seguir em frente, e não apenas chutar alguns passos em linha reta apenas porque dizem que é o que você tem que fazer. Um dia você vai abrir uma porta que realmente queira abrir, e não uma em que já pense em como irá fechar daqui a algum tempo. Não são apenas frases de auto-ajuda, menina. É apenas a verdade: no dia em que você se livrar desse peso de ter que amar de novo, desse desespero de ter que ter alguém outra vez, nesse dia você vai ter, finalmente, o amor de quem mais importa. Seu sonhado amor próprio. 

E eles nunca mais terão o poder de te machucarem outra vez, menina. Pelo menos, não tanto. 

Comentários

  1. Como é maravilhoso entrar aqui e me deparar com esse texto caiu como uma lurva pro momento ao qual estou passando e não é nada de clichê, pode apostar que não!

    Muito sua fã beijos :*
    http://foialeilaquedissebaby.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Eu realmente preciso dizer algo sobre esse texto? Simplesmente maravilhoso! Você me surpreende a cada vez que leio um texto seu Kah! ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E você sempre um fofo, Hélvio!
      Muito obrigada!

      Beijos

      Excluir
  3. Nossa , que texto magnifico! Como você consegue escrever textos com tanta perfeição ? rsrs'
    Virei fã de primeira. Estou seguindo seu blog , espero poder visitá-lo várias e várias vezes; Te desejo todo sucesso e que tenhas ótimas festas de fim de ano. Beijos!

    meninasemsentido.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai que linda!
      Obrigada, Gabrielle! Ótimas festas para você também!
      Beijos

      Excluir
  4. Perfeito texto. O que mais gostei foi o de " Não sei amar, mais eu te amo." eu acho, rsrs. Parabéns. Quero conversar com você . Me fala no twitter: @MeEsculta . Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! Se quiser falar comigo, só mandar um e-mail karinerosasg@gmail.com
      E obrigada!
      beijos

      Excluir
  5. Bom, também escrevo. Se quiser me vistar...

    www.todosteen.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. "Um dia você vai amar novamente. Eu prometo. Um dia você vai realmente querer seguir em frente, e não apenas chutar alguns passos em linha reta apenas porque dizem que é o que você tem que fazer. Um dia você vai abrir uma porta que realmente queira abrir, e não uma em que já pense em como irá fechar daqui a algum tempo. Não são apenas frases de auto-ajuda, menina. É apenas a verdade: no dia em que você se livrar desse peso de ter que amar de novo, desse desespero de ter que ter alguém outra vez, nesse dia você vai ter, finalmente, o amor de quem mais importa. Seu sonhado amor próprio."

    Tentei selecionar apenas um trecho desse parágrafo, mas realmente não consegui.
    Muito bom!

    ResponderExcluir
  7. Você é demais eu amo tudo o que você escreve você tem esse dom menina aproveita isso, você vai muito longe com certeza. Parabéns por todos os seus textos sempre estarei por aqui pra ter ajudar pelo seus textos

    Enfim sobre o texto, eu tenho certeza que pelo menos uma vez na vida todas as garotas já se sentiram assim, já tiveram que passar maquiagem no rosto depois de uma noite de choro no travesseiro, é incrível como nossos corações são tão fracos e tão fortes ao mesmo tempo, por fim é bem isso que o texto mostra no fim sobrevivemos. Lindo o texto

    Beijos um Feliz Natal e um lindo e perfeito Ano Novo

    (meu blog)
    http://www.fragmentos-intensos.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Iara!
      Feliz 2013 pra você tbm! ;D
      beijos

      Excluir
  8. Acho que fazia um bom tempo que eu não lia algo tão parecido com o que ando sentindo, parabéns seus textos são lindos.

    Screepeer.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Ágatha!
      Espero que se identifique com outros textos também!

      beijos

      Excluir
  9. Amei o texto,simplesmente li e queria mais.Pela primeira vez, umtexto pode me compreender.Vou acompanhar o blog,amei tudo.
    http://minha-vida-em.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Luv ♥
    http://ghislleibr.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. " Mandaram você respirar fundo e ter um pouco de amor próprio, pelo amor de Deus. E ninguém explicou como você fazia isso,..."

    Maravilhoso o texto. Em especial esse trecho, é muito o que estou vivendo agora. Me exclui em prol de alguém que não soube dar valor.

    Obrigado pelo texto Kah, muito mesmo. Até parece que meus pensamentos foram roubados.

    Abraços!!!

    ResponderExcluir
  12. Menina devo dizer você nasceu para escrever, seus textos são lindos e muito sinceros.
    Ganhou uma fã.

    ResponderExcluir
  13. Ana Beatriz Morais15/3/14

    Amei esse seu texto, admiro muito seu trabalho e seus textos, era disso que eu estava precisando terminei com meu namorado faz 2 anos e precisava de um texto assim pra me sentir EU novamente, muito obrigada!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Gostou do post? Deixa sua opinião ou sugestão de post aqui que a gente vai adorar ler! ;)

Postagens mais visitadas deste blog

A história do fim de uma amizade

Você sentiu falta. Ligou, procurou, correu atrás. É estranho que isso tenha acontecido depois de tanto tempo. É estranho que tenha acontecido quando a alegria acabou, o namoro acabou, aquela sua maré ótima acabou. É estranho que você tenha buscado o colo e não a comemoração. Você sentiu falta, e eu queria que isso tivesse acontecido antes. Sentiu falta, e eu queria que eu voltasse a me importar com isso. 
Você veio, me abraçou, e teve um abismo enorme entre nossos dois corpos. A gente não soube o que falar, não soube até onde podia ir uma com a outra, não soube que novidades contar, não soube nada. Rimos aqui, ali, falamos aquele superficial que falamos com uma colega qualquer e depois nos perdemos em um silêncio que durou minutos, mas pareceu durar uma vida. 
Durou uma vida. Nossa amizade, tantos anos de risadas, de abraços, de choros, de lágrimas. E por isso é quase desumano soltar a mão de alguém que esteve com a mão entrelaçada na minha durante todo esse tempo. Mas acredito que nos …

Querido namorado da minha ex-melhor amiga,

Ela chorou durante uma semana quando o primeiro cara quebrou o coração dela. E a gente passou o fim de semana vendo Diário de Uma Paixão e Um Amor Pra Recordar por vezes seguidas. A gente comeu brigadeiro, e tomou sorvete, e eu dei colo, e eu ouvi e limpei as lágrimas. Você não viu, porque você não tava lá, mas eu tava. 
Ela sofreu para escolher que faculdade iria fazer. E me fez ir a palestras e cursos com ela, mesmo que eu não estivesse interessada em nada daquilo. E me fez saber um pouco mais sobre as profissões que tava considerando. E pediu minha opinião milhões de vezes. E só decidiu o que iria prestar no vestibular aos quarenta e cinco do segundo tempo. Você não ficou nervoso com a ansiedade de ver se ela tinha passado na faculdade pública, mas eu fiquei. Porque você não tava lá, e eu tava. 
Ela conheceu um monte de babacas nos anos seguintes. E algumas vezes chorou, algumas vezes bebeu, algumas vezes disse que nunca mais ia ficar com cara nenhum. Algumas vezes ela só dormiu com …