Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2013

As memórias que você deixou

Se eu fechar bem os olhos, eu ainda me lembro de como você costumava ser especial para mim. Eu tentei não escrever sobre você ou sobre seus olhos azuis ou sobre sua risada escandalosa. Eu excluí você do meu passado como se você nunca tivesse feito parte dele. Um pouco como você também vive fazendo com o seu próprio passado: fingindo que não existiu.
Eu queria poder dizer que eu me livrei de você como eu me livrei de todos os outros. Mas, você deve saber, o passado volta e meia bate à nossa porta e escancara as coisas nas quais a gente costumava acreditar. Meu karma foi ter acreditado em você. Amado você, torcido por você. Tudo você.
E eu tento fugir do que você foi ou do que você representou, mas esbarro em você em cada esquina que resolvo virar. A verdade é que alguma coisa permanece me puxando para quem eu era: aquela que achava que dava pra te ter assim, pelas beiradas.
A verdade é que eu ainda guardo comigo aquela vontade louca de te dar um abraço e nunca mais largar. Eu ainda guardo…