Pular para o conteúdo principal

Blogagem coletiva: As desilusões que você causou

Um dia, talvez você me encontre recuperada. Ou esbarre comigo por aí, esse mesmo sorriso cansado, o coração cheio das cicatrizes dos tombos que levei pelo caminho. Talvez um dia eu tente de novo e mais uma vez. Mas já não sei. A vida passou. O tempo passou. Até minha mania de ser ingênua passou. Mas as dores pelas promessas quebradas continuam aqui. No canto esquerdo do sorriso mais amarelo dessas redondezas. No brilho dos olhos que teimou em se apagar. Ou no escudo que coloquei em frente ao peito e não tiro dali por nada. Nem por ninguém.

Eu acreditei. E acreditei de novo e mais uma vez. Era isso o que eu fazia sempre que todos passavam por aqui. E prometiam amor. E juravam fidelidade. E garantiam um pra sempre que – para a minha surpresa – nunca durava. Nunca durou. Nem com o primeiro que chegou aqui, com o pé na porta, e disse que me daria o mundo. Nem com o segundo, que tanto falou sobre todo o amor que sentia por mim. Nem com você, que tudo fez para me conquistar e logo depois, sem dó, partiu toda a casca que me protegia e foi embora. Sem sequer se importar.

Eu acreditei. Porque eu era dessas que vivia acreditando. No que juravam e até no que ninguém nunca jurou. Eu comprava as verdades que me vendiam. Ilusão atrás de ilusão. Coração quebrado atrás de coração quebrado. Depois que todos eles passaram. Passaram quebrando tudo, destruindo todos os pilares, derrubando todos os escudos. E depois foram. Sem nem olhar para trás. Exatamente como você.

Eu fiquei aqui. Entre mortos e feridos. O sorriso cansado. Sem forças para tentar de novo. Talvez um dia aconteça. Talvez um dia você passe por aqui e me encontre refeita. O coração montado outra vez. Preenchido de novo. E feliz. Mas, pro enquanto, se me vir pela rua, talvez você perceba em minhas olheiras o estrago que causou. Porque você foi, mas eu fiquei. Fiquei com as minhas cicatrizes, meus traumas e meus medos. Sem me arriscar a tentar de novo para não levar uma rasteira.

Eu sei, eu sei. Eu até podia tentar amar de novo. Mas eu já cansei de me iludir. Então, no final do dia, volto para casa sozinha.

Aliás, sozinha não.
Eu e minhas desilusões. 





Esse texto faz parte da blogagem coletiva. O que é isso?
Essa é uma das novidades do blog.

A mecânica vai ser a seguinte: eu vou sugerir um tema e começar a “brincadeira” com um texto meu. Depois disso, se você é blogueira e quer participar, vai escrever um texto sobre o assunto e publicar no seu blog. E aí vai enviar o link desse post nos comentários desse texto.

Eu vou ler os posts de vocês e publicar o que eu mais gostar (sei que vai ser difícil, mas vamos ver se dá certo). Os outros, vou deixar o link, os nomes dos blogs e os nomes dos autores dos textos aqui também, para que todo mundo possa ler. 

O primeiro tema, como vocês viram, é desilusões.

Quem quiser participar dessa primeira rodada, deixe os links dos textos que escreverem aqui.

O prazo de envio é até o dia 16/04. 

Comentários

  1. amei essa ideia!
    espero que esse meu texto se encaixe no tema e que você goste: http://vidapreguica.blogspot.com.br/2013/04/novo-coracao.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que curtiu, Elaine.

      Link já separado aqui pra eu avaliar depois todos os textos :D

      Excluir
  2. Arrasou como sempre no texto Ká!
    <3
    Com certeza vou participar, vai ser demais ver o mesmo tema através de vários corações e dedos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. êêê, to ansiosa pro seu texto, Cá <3333

      Excluir
  3. ÊBAAA, Karine *-*
    Vou participar, com certeza!
    Parabéns pela iniciativa <33

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Carol!
      Não esquece de deixar o link do texto aqui <33

      Excluir
  4. Parabéns pelo texto Kah....muito bom!!

    E achei demais a ideia!!

    Ta aí o meu: http://maneiradedizer.blogspot.com.br/2013/01/fim-de-um-comeco-de-outro.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu, Débora!!!!

      Link salvo aqui :D

      <3

      Excluir
  5. Vou participar com certeza eu tambem to fazendo uma : )



    Gente estou fazendo blogagem coletiva bora participar???? https://www.facebook.com/groups/470796446324791/permalink/474855225918913/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eba, manda o link do seu texto depois :D

      Excluir
  6. Prontinho...
    http://sounamoda.blogspot.com.br/2013/04/amar-sem-amor.html
    Espero que goste.
    Boa sorte meninas.
    beijinhos

    ResponderExcluir
  7. Cê sabe que participarei ne? Caso eu seja escolhida (o que acho bem difícil porque só tem gente talentosa tentando) vão te acusar de nepotismo (ou qualquer coisa assim?)????/ HSAUSAHASSAUSAHSAUSAHSAUASHSAUSAHSASAUSAHSAUSAHUSHSASU

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. IUHASIUSAHSAIUHSAIUSAH posso te excluir da brincadeira? IASUHSAIUAHSIUASHSAIUASHIASU

      Excluir
  8. ótima ideia essa tua :) por isso que eu sou tua fã. Será que um dos meus textos vão vir parar aqui no blog? Sonhooo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que fofa <3
      hahahaha obrigada, que bom que curtiram a idea!

      Excluir
  9. Ká! Que legal isso aqui hahaha
    também resolvi fazer parte!
    Não sou boa em comentar, mas estou sempre por aqui viu? haha

    meu link:http://larissaalderete.blogspot.com.br/2013/04/pedras-do-caminho.html

    ResponderExcluir
  10. que lindo! me identifiquei horrores. "eu e minhas desilusoes" tão eu... *.*

    beijos

    ResponderExcluir
  11. Não pode não, porque eu já fiz oh!!!


    http://nandscampos.blogspot.com.br/2013/04/a-pior-irma-que-eu-ja-tive.html

    ResponderExcluir
  12. Eu escrevia no tumblr, então decidi passar para o blogspot aos poucos meus textos. E vi seu tema e tinha um texto relacionado:

    http://desdeoitentaenove.blogspot.com.br/2013/04/eu-ia-colocar-creditos-no-meu-celular.html

    Espero que goste.

    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Adorei a ideia e o texto como sempre maravilhoso.
    Vou participar quem sabe meu texto aparece aqui. Seria um sonho.
    beijos, Karine.

    ResponderExcluir
  14. oi Karine! Confesso que conheci seu blog pelo Depois dos 15. Li um texto seu e me apaixonei! Amo escrever e tenho um blog de textos em geral. Fiz um texto com o tema desilusões e o link é este:
    http://www.atual-garota.blogspot.com.br/2013/04/once-upon-time.html
    Espero que goste. Beijinhos...

    ResponderExcluir
  15. Adorei essa ideia e vou participar.

    http://www.italuziasantos.blogspot.com.br/2013/04/por-sua-causa.html

    ResponderExcluir
  16. Adorei o texto, Karine e preciso dizer que seu blog sempre me inspira para que eu escreve cada vez mais. Adorei a ideia da blogagem coletiva e vou deixar meu link para você dar uma olhada :)
    http://nostalgicanoite.blogspot.com.br/2013/04/nos-poderiamos-ter-sido-tanta-coisa.html

    ResponderExcluir
  17. Anônimo14/4/13

    Nossa , quanto talento . Parabéns !
    Você escreve com tanta perfeição , em seus textos você descreve exatamente o que muitas de nós estamos sentindo , isso é mágico . Ganhou uma fã desde agora , irei visitar SEMPRE o seu blog . Você merece todo sucesso do mundo *-*

    ResponderExcluir
  18. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  19. Anônimo14/4/13

    http://ventos-errados.tumblr.com/post/45423175294/te-vi-passando-do-outro-lado-da-rua-ainda-que texto lindo o teu !

    ResponderExcluir
  20. Tá aqui Karine, meu texto sobre desilusões. Na verdade ele é antigo, não tenho produzido tanto ultimamente, mas espero que você goste!
    http://allofmybubbledreams.blogspot.com.br/2012/08/chega-dessa-historia.html?m=1

    ResponderExcluir
  21. Adorei a ideia! Mudei do tumblr para o blogspot hoje, e estou passando as postagens aos poucos, por isso está tão recente. Mas aqui está o link do meu texto sobre desilusões: http://drawerthings.blogspot.com.br/2013/04/o-cafe-esfriou.html

    ResponderExcluir
  22. Oi de novo, Kah! Poxa, infelizmente essa semana fiquei com pouco tempo para escrever um texto bem inspirado sobre "desilusões" rs, então só vou participar na próxima blogagem :// (espero que tenha uma próxima *-*)
    Em Fevereiro, fiz um texto sobre esse tema, se quiser ler e textos "antigos" puderem participar, aqui está o meu: http://www.faiscasvoam.com.br/2013/02/e-so-mais-um-cara.html

    Beijão! <3

    Blog Faíscas Voam

    ResponderExcluir
  23. Oi Kah, nos 45 do segundo tempo está ai meu texto. hahaha
    :)

    http://recemchegaada.blogspot.com.br/2013/04/eu-so-cansei-ou-cresci.html

    ResponderExcluir
  24. Aqui está o meu Karine, espero que goste :)
    http://meu-interiior.blogspot.com.br/2013/04/contos-de-fadas.html

    ResponderExcluir
  25. Ai está o meu (:
    http://equesejadoce.blogspot.com.br/2013/04/quem-sabe.html

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Gostou do post? Deixa sua opinião ou sugestão de post aqui que a gente vai adorar ler! ;)

Postagens mais visitadas deste blog

A história do fim de uma amizade

Você sentiu falta. Ligou, procurou, correu atrás. É estranho que isso tenha acontecido depois de tanto tempo. É estranho que tenha acontecido quando a alegria acabou, o namoro acabou, aquela sua maré ótima acabou. É estranho que você tenha buscado o colo e não a comemoração. Você sentiu falta, e eu queria que isso tivesse acontecido antes. Sentiu falta, e eu queria que eu voltasse a me importar com isso. 
Você veio, me abraçou, e teve um abismo enorme entre nossos dois corpos. A gente não soube o que falar, não soube até onde podia ir uma com a outra, não soube que novidades contar, não soube nada. Rimos aqui, ali, falamos aquele superficial que falamos com uma colega qualquer e depois nos perdemos em um silêncio que durou minutos, mas pareceu durar uma vida. 
Durou uma vida. Nossa amizade, tantos anos de risadas, de abraços, de choros, de lágrimas. E por isso é quase desumano soltar a mão de alguém que esteve com a mão entrelaçada na minha durante todo esse tempo. Mas acredito que nos …

Querido namorado da minha ex-melhor amiga,

Ela chorou durante uma semana quando o primeiro cara quebrou o coração dela. E a gente passou o fim de semana vendo Diário de Uma Paixão e Um Amor Pra Recordar por vezes seguidas. A gente comeu brigadeiro, e tomou sorvete, e eu dei colo, e eu ouvi e limpei as lágrimas. Você não viu, porque você não tava lá, mas eu tava. 
Ela sofreu para escolher que faculdade iria fazer. E me fez ir a palestras e cursos com ela, mesmo que eu não estivesse interessada em nada daquilo. E me fez saber um pouco mais sobre as profissões que tava considerando. E pediu minha opinião milhões de vezes. E só decidiu o que iria prestar no vestibular aos quarenta e cinco do segundo tempo. Você não ficou nervoso com a ansiedade de ver se ela tinha passado na faculdade pública, mas eu fiquei. Porque você não tava lá, e eu tava. 
Ela conheceu um monte de babacas nos anos seguintes. E algumas vezes chorou, algumas vezes bebeu, algumas vezes disse que nunca mais ia ficar com cara nenhum. Algumas vezes ela só dormiu com …