Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2013

Pensa em mim

Pensa em mim quando ele permanecer calado no meio de suas brigas, deixando que você gaste sua voz, sua alma e sua paciência em dezenas de discussões. Pensa em mim quando ele te transformar em um troféu e desfilar com você para lá e para cá só para te exibir para os amigos. Pensa em mim quando os assuntos de vocês não baterem, quando ele ignorar suas opiniões, quando ele te deixar falando sozinha e sair para cumprir seus compromissos tão importantes. Pensa em mim quando você descobrir que ele não era nada do que você imaginou.
Pensa em mim quando ele não quiser encontrar seus amigos, que nunca fizeram o tipo de cara exemplar. Pensa em mim quando você precisar deixar suas amigas de lado. Quando tiver que ficar em casa, quando precisar abaixar o tom, quando for obrigada a sorrir amarelo para as fotos. Pensa em mim quando tiver que trocar de roupa porque ele não gosta do seu jeito sensual. Pensa em mim quando você tiver que se diminuir para elevar esse cara aí.
Pensa em mim quando você se v…

Desde que você se foi

Blogs indicados

Mais uma vez, vim deixar aqui algumas indicações de blogs que gosto e/ ou conheci recentemente e ando acompanhando. A maioria deles conheci de vocês, leitores, por meio de comentários, twitter ou facebook. Então, se quiserem que eu conheça mais blogs para os próximos posts, vão deixando aqui que, sempre que posso, dou uma olhada e salvo os que mais gosto entre os meus favoritos. 
Os blogs que indico dessa vez (não apenas de textos):
Aceita um Café?, da Amanda e da Aline Paulino. Eppifania, da Arianne Barromeü. Faíscas Voam, da Carolina AniceIs the top, da Marie RayaMy Authorship, da Ana Beatriz.   Spiderwebs, da Sabrina Gomes. Vida Preguiça, da Elaine Gregório
Blogs pra indicar? Deixa nos comentários que dou uma olhada.

Não deu certo

Detesto quando escuto aquela conversa:- 'Ah, terminei o namoro... '
- 'Nossa, quanto tempo?' -'Cinco anos... Mas não deu certo... Acabou' - É, não deu...?'

Claro que deu! Deu certo durante cinco anos, só que acabou. (Martha Medeiros)

Um fim pode destruir muita coisa. Destrói todos os dias felizes, todas as coisas legais que o outro ensinou, todas as vezes que esteve ali. Que importa se o outro segurou as pontas quando você achou que não iria aguentar? Que importa se te fez sorrir em um dia sem graça? Que importa se te abraçou e deixou que você desabasse enquanto te mantinha em pé? Depois do fim, vira só ex. E ex a gente não quer ver nem pintado de ouro. Não é?
Acabou e isso excluiu tudo de bom que aconteceu. Não deu certo no final, então quer dizer que não deu certo nunca. E aí surgem aqueles discursos batidos de sempre. “Perdi tanto tempo com ele”; “tanto tempo pra não dar certo”. Eu não entendo qual o conceito de “dar certo”. Dar certo envolve final feliz, é is…