Pular para o conteúdo principal

Desde que você se foi


FOTO: KAIQUE GOMES

O relógio já marca duas da manhã de uma madrugada que eu não sei mais de que dia é. Perdi a conta depois de tantas lágrimas. Perdi a conta depois das noites mal dormidas. Perdi a conta depois de você. Ou melhor: tenho evitado contar, porque a saudade que ficou aqui independe do tempo. Tenho sonhado que tudo não passou de uma brincadeira e a qualquer hora você entrará pela porta e se desculpará.

Desculpa.

Eu sei que de brincadeira nunca teve nada. É só que uma parte de mim continua se iludindo de que tudo isso é um grande pesadelo. E, enquanto eu me iludo, o ponteiro do relógio circula e me faz lembrar que eu não vou acordar, correr para os seus braços e respirar aliviada. E aí dói de novo como na hora da notícia.

A parte forte de mim sabe bem que o que sobrou de você ficou em mim. E nas pessoas que você amava. E nas pessoas que ainda te amam. Os seus sorrisos, os seus olhares, os seus abraços, as suas palavras de carinho. Tudo ficou aqui, escancarado em nossas memórias, remoído em nossas lembranças, apertado em nossos corações. Aliás, fazer meu coração continuar batendo tem sido uma das tarefas mais difíceis desde que você se foi. Parece que você levou consigo o combustível que o mantinha saudável. Mas eu insisto. Continuo o deixando em atividade só para guardar você um pouco mais perto. E aí eu tento não desistir.

Eu tento não olhar o relógio, eu tento não questionar a vida, eu tento não me revoltar com todos. É que no fundo, hoje, eu queria tão pouco perto de tudo o que eu já quis. Eu já quis uma profissão legal, um casamento bonito, uma família maravilhosa. Eu já quis os melhores amigos, eu já quis saúde, eu já quis sucesso. Hoje, eu queria só você. Você e o seu sorriso, você e o seu jeito de dizer que me amava, você e a sua voz. Você só mais um dia. Só mais o abraço que ficou faltando, o beijo que eu jamais vou dar.

Mas como ainda não dá para te ter de novo, eu vou fazendo o que me resta: honrando a vida que você teve. Sabendo que você continua vivo em algum outro lugar mais lindo. Eu sei o que você diria se estivesse aqui: fica forte, vai em frente, eu quero te ver bem. É difícil, não vou mentir. Desculpa pela minha fraqueza. Pelas lágrimas que eu não evito. Pelo sofrimento que não afasto. Desculpa por estar joelhos, por ter o coração quebrado, por ainda me questionar. Eu levanto daqui, eu juro.

Eu levanto e te honro. E continuo em frente. E cumpro a minha parte do acordo. Por tudo o que a gente sonhou, por tudo o que a gente sempre quis. Porque, hoje, ainda que eu permaneça muito tempo sem olhar os minutos que você não está, eu sei que você me olha de longe. Eu sei que quer ficar orgulhoso de mim. Eu sei que estará aqui todos os dias da minha vida. E eu vou fazer de tudo para você sorrir – aí, do seu lado do mundo, me olhando e cuidando de mim. 



Para Nicoly Lima.

Comentários

  1. Amei essa parte: Eu sei que estará aqui todos os dias da minha vida.

    Beijinhos,
    Lia ¨
    www.limaoealecrim.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Caraaaaaaaaaaa q texto maravilhoso. Sem palavras Kah. Me identifikei demais. gostei de uma pessoa q disse q nao fikria perto de mim pra nao me fazer sofrer mais, mas q estaria torcendo por mim de longe, da msma maneira q vc disse no txto. Parabens ...bjus

    ResponderExcluir
  3. Palavras certeiras num assunto tão triste. Parabéns, Karine, arrebentou mais uma vez.

    ResponderExcluir
  4. Despedidas são tão tristes. Adorei o texto!
    http://featglam.blogspot.com.br/2013/05/ele-se-foi.html

    ResponderExcluir
  5. Own você nem imagina minha emoção ao ler isso,as lágrimas molham o teclado...
    Como eu queria que fosse um pesadelo,ou como eu preferia que apenas tivéssemos nos separado,brigado ou algo assim,porque dessa forma eu ainda poderia vê-lo mesmo que de longe. Mas ele se foi,felizmente me deixou apenas maravilhosas lembranças. Vai ser sempre o meu amor,o meu príncipe :')

    Obrigada Kah,a gente olhava seu blog juntos. Eu amei de verdade! *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ni, que bom saber que você gostou e que de alguma forma eu consegui te dar força.
      Qualquer coisa, pode contar comigo!
      Beijos <3

      Excluir
  6. Nossa que lindo. Ela disse tudo que você me falou no dia em que fui na sua casa.
    Me emocionei com o texto.

    ResponderExcluir
  7. Lindo,muito lindo. Nicoly, forças. Estamos aqui juntas. =D

    ResponderExcluir
  8. ♥ Amei. Palavras fortes,mas não tão fortes quanto a pequena mais forte que há: Nicoly Lima. *-* Amei mesmo,de verdade. Muito lindo. Deus abençoe.
    (:

    Cinthia Kevelin.

    ResponderExcluir
  9. Foi perfeito..... amei kah! Combina comigo... http://estrangeiraporai.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Nossa que lindo, amei demais *u*

    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Texto lindooo Kah, parabéns ^^ https://www.estupidamentesua.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. lindo o texto!
    http://perdida-em-sonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. texto lindo e seu blog é super lindo tbm flor amei

    Blog;http://umpoucodetudo99.blogspot.com.br/

    fanpage:https://www.facebook.com/umpoucodetudo11?ref=tn_tnmn

    ResponderExcluir
  14. Anônimo17/5/13

    Lindo texto. Emocionadissima aqui...

    Samara Silva

    ResponderExcluir
  15. Texto liiiindo lindo Karine!!

    ResponderExcluir
  16. Parabéns, pela simplicidade e delicadeza do seu texto. Consegue emocionar e sintetizar a beleza do amor que tens, a quem ler... Adorei o blog, adorei os textos e desejo receber sua visita em meu blog www.depoisqueeumudei.blogspot.com.br
    Bjs de Luz e muito sucesso pra você.

    Att, Carla Adrielle

    ResponderExcluir
  17. Amei seu texto por que ele diz muito sobre o que eu estou sentindo desde que meu pai se foi,espero que você tenha muito sucesso e felicidade em tudo o que fizer!
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Me emocionei ;( ~chorei~
    http://ocotidianodeumaadolescentee.blogspot.com.br/2014/01/a-menina-que-superava-perdas-capitulo1.html Tô fazendo um livro virtual no blog ka..Se puderem ver ><

    ResponderExcluir
  19. Nao consegui nao chorar, eu perdi minha melhor amiga com 7 anos. Eu sinto tanta falta dela. Agora to prestes a perder outro amigo que eu amo. Eu queria poder tapar esse enorme buraco mas só doi mais e mais.
    Obrigada por entender a minha dor.
    Aqui sao 04:13 da manha fumei uma maço inteiro e eu estou tentando nao me estraçalhar..
    _Lari

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Gostou do post? Deixa sua opinião ou sugestão de post aqui que a gente vai adorar ler! ;)

Postagens mais visitadas deste blog

A história do fim de uma amizade

Você sentiu falta. Ligou, procurou, correu atrás. É estranho que isso tenha acontecido depois de tanto tempo. É estranho que tenha acontecido quando a alegria acabou, o namoro acabou, aquela sua maré ótima acabou. É estranho que você tenha buscado o colo e não a comemoração. Você sentiu falta, e eu queria que isso tivesse acontecido antes. Sentiu falta, e eu queria que eu voltasse a me importar com isso. 
Você veio, me abraçou, e teve um abismo enorme entre nossos dois corpos. A gente não soube o que falar, não soube até onde podia ir uma com a outra, não soube que novidades contar, não soube nada. Rimos aqui, ali, falamos aquele superficial que falamos com uma colega qualquer e depois nos perdemos em um silêncio que durou minutos, mas pareceu durar uma vida. 
Durou uma vida. Nossa amizade, tantos anos de risadas, de abraços, de choros, de lágrimas. E por isso é quase desumano soltar a mão de alguém que esteve com a mão entrelaçada na minha durante todo esse tempo. Mas acredito que nos …

Querido namorado da minha ex-melhor amiga,

Ela chorou durante uma semana quando o primeiro cara quebrou o coração dela. E a gente passou o fim de semana vendo Diário de Uma Paixão e Um Amor Pra Recordar por vezes seguidas. A gente comeu brigadeiro, e tomou sorvete, e eu dei colo, e eu ouvi e limpei as lágrimas. Você não viu, porque você não tava lá, mas eu tava. 
Ela sofreu para escolher que faculdade iria fazer. E me fez ir a palestras e cursos com ela, mesmo que eu não estivesse interessada em nada daquilo. E me fez saber um pouco mais sobre as profissões que tava considerando. E pediu minha opinião milhões de vezes. E só decidiu o que iria prestar no vestibular aos quarenta e cinco do segundo tempo. Você não ficou nervoso com a ansiedade de ver se ela tinha passado na faculdade pública, mas eu fiquei. Porque você não tava lá, e eu tava. 
Ela conheceu um monte de babacas nos anos seguintes. E algumas vezes chorou, algumas vezes bebeu, algumas vezes disse que nunca mais ia ficar com cara nenhum. Algumas vezes ela só dormiu com …