Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2014

Não dá pra continuar amando você

Outra noite de sono perdida. Há semanas que eu tento entender em que momento, no meio do caminho, a gente deu errado. Faço e refaço nossa história, passo a passo, e tento descobrir quando você deixou de me amar. Aí o pensamento mais assustador (aquele que tenho guardado bem lá no canto escuro do coração) surge: será que, algum dia, você realmente me amou?
No criado-mudo não tem mais o porta-retrato com a nossa primeira foto. No chão do quarto não tem mais a calça jeans que você costumava deixar por lá, sempre com preguiça de guardar no armário. No banheiro não tem mais seu desodorante, nem seu creme de barbear. Na cozinha não tem mais o complemento vitamínico que você me obrigava a tomar.
Em mim, no entanto, você ainda está.
Aqui eu carrego sua calça jeans, seu desodorante, nosso porta-retrato. Ainda durmo do meu lado da cama, mesmo que agora eu a ocupe sozinha.
Como é que alguém pode se tornar tão dependente do outro como eu me tornei de você, não é mesmo? Como é que alguém pode con…

Ontem conheci um rapaz

Ontem conheci um rapaz. Ele me olhava e eu ficava corada. Eu nunca mais tinha me sentido assim. Quando você foi embora, de alguma forma, uma parte de mim resolveu ir junto. Alguns podem até achar loucura, mas é verdade. Antes de você, eu gostava de rosa, domingos e dias de chuva. Vivia na praia, não reclamava do emprego chato e não me importava em não trabalhar. Tinha mais tempo para hidratar o cabelo, ler livros e escrever um.
Agora, nunca mais Taylor Swift na playlist. Nada de paixão por frituras e parei de escrever cartas (por falar nelas, joguei as suas fora). Você destruiu a minha vontade de acreditar no amor e eu não sei por que ainda acredito em você.
Eu disse que ia parar de falar de você, mas talvez eu tenha exagerado um pouco. Nem minha avó aguenta mais. Mas você também fez algumas promessas e não cumpriu. Ia ser diferente, lembra? No fim, você foi igual aos outros, não durou nem noventa dias.
Nós dávamos certo, mas você sempre foi o errado. E você sabe como eu odeio cometer er…

Se você tivesse dito sim

Poderíamos estar deitados em uma rede, no meio de uma praia qualquer, curtindo a vida e nos amando. Às vezes me pego pensando nesta imagem: como seria se você tivesse dito sim. Será que estaríamos juntos? Ou nosso namoro não ia vingar e acabaria rápido? Será que acabaria bem e continuaríamos amigos? Será que acabaria?
Ainda penso naquela noite em que demos o primeiro beijo. Você estava linda, como sempre, mas de um modo diferente. Era claro que algo havia mudado em você. Talvez, depois de tanto tempo, tinha aceitado a ideia de que fomos feitos um para o outro. Talvez tivesse entendido que, apesar de todas as garotas que tive e de todos os caras da sua vida, era a hora, finalmente, da nossa história. Porque eu estava pronto para nós dois. E quis acreditar que você também estava.
Foi aí que me enganei. A nossa vida, as nossas viagens românticas, os jantares, eram coisas com as quais só eu sonhava. Coisas que só eu queria. Naquela noite, no primeiro beijo, lembro de pensar: é isso, cons…

Jornalista: ser ou não ser, eis a questão

Quando eu decidi fazer jornalismo, um pouco mais de 4 anos atrás, muita gente questionou minha decisão – até eu mesma, para ser sincera. Para ajudar, o diploma parou de ser exigido pela profissão. Ou seja, meu período pré-vestibular foi repleto de perguntas do tipo: você tem certeza?; mas por que fazer um curso que não precisa de diploma?; por que você não faz outra coisa?. Mesmo assim, decidi me arriscar e dar a cara para bater. Fiz jornalismo, me formei e trabalho com comunicação. Mas e aí, valeu a pena?
Muita gente me manda email querendo saber um pouco mais da profissão, do curso, da faculdade, da parte legal (jornalismo!) e da parte chata (serei pobre?). Por isso, separei as dúvidas mais frequentes que as leitoras me enviaram e preparei um post sobre jornalismo. Espero que ajude os indecisos de alguma forma. 
1) Não ter o diploma mudou alguma coisa?
Para falar bem a verdade, não. Assim como em muitas outras profissões (administração, publicidade, rádio e tv, RH etc) ter um diploma n…

Pra falar o quanto eu te amo

Eu tinha tanta coisa pra te falar. Toda noite, quando deitava a cabeça no travesseiro, eu me revirava ali pensando em tudo o que você ainda significava. No tanto que ainda significa. Na quantidade de amor que eu te dedico. E como eu te quero bem.
Nunca tive a coragem de te falar, olha, admiro você; você é incrível. Nunca consegui expressar a minha alegria de ter você na minha vida. O mundo (o-meu-mundo) era um lugar melhor porque você fazia parte dele. Você, alguma vez, teve noção disso?
Nunca te falei nada porque é isso o que a gente faz depois de quebrar muito a cara: não fala. A gente tem medo da rejeição, sabe? De ficar com cara de idiota, de fazer papel de boba.
Mas era em você que eu pensava quando acordava. E você, mesmo que só em pensamento, já me fazia tão feliz. Quer dizer, eu nunca conheci ninguém como você, e disso você sabia. O tamanho do seu coração, da sua bondade e da sua alegria sempre foi algo infinitamente maior do que a minha capacidade de te colocar em palavras. Mas …

Blogs de leitoras

Dar satisfação pra quem acompanha a gente, de vez em quando, faz bem, não é? Pois bem. Fiquei doente e sem internet nos últimos dias, por isso dei uma sumida básica. Mas foi bom para decidir algumas coisas. 
Lembram que disse que estava pensando em formas de ter colaboradoras temporárias por aqui (além da Paula, que já começou)? Pois bem. Vai funcionar assim: escolherei uma leitora para colaborar durante um mês. Nesse mês, ela publicará um texto por semana. Ou seja, cada colaboradora terá quatro (aproximadamente) textos publicados por aqui. No mês seguinte, escolho alguém diferente. Assim, dá pra dar oportunidade para mais pessoas. Gostam?
As primeiras leitoras estão sendo escolhidas pelos comentários deste post aqui. Por enquanto, peço para não mandarem mais blogs, ok? Senão ficarei louca. Escolho entre essas primeiro, depois "convoco" mais leitoras lá pra frente. 
Estou programando certinho também os posts da Paula. Para não ficarmos tanto tempo sem atualização aqui.
E para qu…