Pular para o conteúdo principal

Parabéns pra você, Kah!

Às vezes faltam palavras até pra quem ama escrever. E, bom, pra desejar um feliz aniversário pra alguém como a Karine Rosa palavras não são suficientes. Talvez até sejam, mas ironicamente a única pessoa que penso que seria capaz de escrever um texto tão bonito quanto gostaria... é ela. A aniversariante do dia!

Mas posso tentar, né?

Se você é leitora da Kah há um tempo deve imaginá-la como doce, romântica, frágil e determinada... Mas não. Ela passa longe de ser só isso. É uma das pessoas mais ‘completas’ que eu já conheci. Ela é chuva e sol, preto e branco, praia e montanha, furacão e calmaria. Ela é romântica de dedo podre, é fortemente frágil e racionalmente emotiva. É ‘a’ e ‘z’, 8 ou 80, às vezes um 40, mas também pode ser 800.

A Kah é uma pessoa que me faz acreditar em mundo melhor, sabe? Aquela pessoa que te faz acreditar que as coisas realmente valem a pena, que ainda existe amor. Se existissem mais KarinE’s no mundo, ele seria um lugar quase perfeito. No meu mundo existe uma, e eu garanto que ela faz dele um lugar muito melhor pra se viver.

Ela tem um coração gigante e lá dentro cabe muita gente. Mas não se engane de achar que ele tá sobrecarregado. Tem muito amor dentro dele.

Ela não mede esforços por quem ama. É capaz de qualquer coisa pra tirar um sorriso de alguém. E olha, ela sempre consegue. É ótima com as palavras, mas disso vocês já sabem, né? Aliás,  essa é uma das minhas qualidades favoritas nela: o modo como sempre consegue passar com as palavras aquele sentimento que a gente esconde no coração.

E por esses e inúmeros outros motivos eu tentei fazer um texto à sua altura, Kah. Porque te desejar um simples parabéns e tudo de melhor sempre simplesmente não eram suficientes. Então aqui vai: muito obrigada por tudo! Eu desejo o melhor aniversário do mundo, com tudo o que você merece: amor, carinho, sucesso, saúde, amigos, comidas gostosas, livros sensacionais, oportunidades, Londres, palavras (muitas!) e tudo o que você desejar. Não tenho a menor dúvida do quanto você vai ser feliz e realizada, porque você tem um brilho interno que dá pra ver há quilômetros de distância.

Saiba que eu te amo muito e sou muito honrada por ter tido a oportunidade de te conhecer. Comecei lendo o seu blog e te achando uma escritora incrível, mas hoje sei por fato que você é muito mais incrível do que eu imaginei.

Parabéns, amore mio!

E fica o convite pra vocês, leitoras, deixarem um parabéns pra Kah aqui nos comentários. Afinal, ela merece, né?


Comentários

  1. Ká, meus parabéns! Muita saúde, momentos felizes e inspiração para nos proporcionar cada vez mais textos incríveis. Muita luz nesse novo ciclo! Amo o blog e tudo o que você escreve. Realmente você tem um dom de transformar sentimentos lindos em textos que todas as leitoras se identificam. Seja muito feliz sempre! Beijos e abraços :)) <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada pela mensagem e pelo carinho, Ana <3
      Te espero mais vezes por aqui :D

      Beijão

      Excluir
  2. Parabéns Kah, te desejo tudo de bom que há nesse mundo, abraços apertados, beijos demorados, sorrisos sinceros, flores, corações e principalmente muita, muita felicidade! haaaa e é claro, que nunca lhe falte palavras pra escrever esses textos tão lindos, fazendo com que suas leitoras, viajem por montanhas russas de sentimentos , em apenas um texto.
    Tudo bom! felicidades <3 :-* B-) :-)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Gabrielle!
      <3 Mto mesmo!

      Beijos

      Excluir
  3. Viviane17/11/14

    Parabéns Karine! Que a vida te traga muitas coisas boas,muita inspiração,muitas palavras e principalmente muito sucesso! Que vc continue "conseguindo passar com as palavras aquele sentimento que a gente esconde no coração" e sendo essa escritora sensacional que todas nós leitoras amamos! <3 bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. <3 Awn, obrigada mesmo, Viviane!

      Beijos

      Excluir
  4. Apenas para deixar registrado aqui mais uma vez que: cê quase me matou com esse texto, Paula Toledo. ahahha <3
    Love you

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hhahahaha lindonaaa!!! Que bom que gostou. Amo amo! <3

      Excluir

Postar um comentário

Gostou do post? Deixa sua opinião ou sugestão de post aqui que a gente vai adorar ler! ;)

Postagens mais visitadas deste blog

A história do fim de uma amizade

Você sentiu falta. Ligou, procurou, correu atrás. É estranho que isso tenha acontecido depois de tanto tempo. É estranho que tenha acontecido quando a alegria acabou, o namoro acabou, aquela sua maré ótima acabou. É estranho que você tenha buscado o colo e não a comemoração. Você sentiu falta, e eu queria que isso tivesse acontecido antes. Sentiu falta, e eu queria que eu voltasse a me importar com isso. 
Você veio, me abraçou, e teve um abismo enorme entre nossos dois corpos. A gente não soube o que falar, não soube até onde podia ir uma com a outra, não soube que novidades contar, não soube nada. Rimos aqui, ali, falamos aquele superficial que falamos com uma colega qualquer e depois nos perdemos em um silêncio que durou minutos, mas pareceu durar uma vida. 
Durou uma vida. Nossa amizade, tantos anos de risadas, de abraços, de choros, de lágrimas. E por isso é quase desumano soltar a mão de alguém que esteve com a mão entrelaçada na minha durante todo esse tempo. Mas acredito que nos …

Querido namorado da minha ex-melhor amiga,

Ela chorou durante uma semana quando o primeiro cara quebrou o coração dela. E a gente passou o fim de semana vendo Diário de Uma Paixão e Um Amor Pra Recordar por vezes seguidas. A gente comeu brigadeiro, e tomou sorvete, e eu dei colo, e eu ouvi e limpei as lágrimas. Você não viu, porque você não tava lá, mas eu tava. 
Ela sofreu para escolher que faculdade iria fazer. E me fez ir a palestras e cursos com ela, mesmo que eu não estivesse interessada em nada daquilo. E me fez saber um pouco mais sobre as profissões que tava considerando. E pediu minha opinião milhões de vezes. E só decidiu o que iria prestar no vestibular aos quarenta e cinco do segundo tempo. Você não ficou nervoso com a ansiedade de ver se ela tinha passado na faculdade pública, mas eu fiquei. Porque você não tava lá, e eu tava. 
Ela conheceu um monte de babacas nos anos seguintes. E algumas vezes chorou, algumas vezes bebeu, algumas vezes disse que nunca mais ia ficar com cara nenhum. Algumas vezes ela só dormiu com …