9 de julho de 2015

Quando eu deixei de ser uma pessoa que escreve

Recebo algumas mensagens de vez em quando. Elogios, na maior parte das vezes, bem fofos. Mas que, quase sempre, repetem algo que me deixa bastante intrigada: as pessoas têm mania de dizer que nós, que escrevemos, temos um dom para a coisa. 

Eu nunca soube entender se escrever é realmente um dom. Quer dizer, sim, muitos escritores que amo parecem ter nascido para escrever, como seres abençoados que respiram prosa e poesia, mas, para mim, mera pessoinha que escreve num blog na rede mundial de computadores, escrever sempre foi muito mais prática do que dom. 

Eu realmente não acho que tenho o dom da escrita.
Apenas calhou que eu gosto de escrever. E, quando você gosta de escrever, você, normalmente, curte ler. E quando você lê coisas legais e gosta de escrever, você se questiona: poxa, será que eu consigo escrever algo minimamente legal assim também?

E aí você tenta.
E tenta.
E tenta.

E muitas vezes você não gosta. De vez em quando, você publica textos que odeia. Outras, deleta o texto correndo para aquilo não ficar salvo em lugar nenhum. Acontece de você publicar um texto que amou e, três semanas depois, reler aquilo e não acreditar que teve coragem de divulgar pra alguém além da sua mãe. 

É assim que é.
E você vai tentando, tentando, tentando.
Aí um dia você recebe uma mensagem elogiando as suas tentativas e isso te motiva a escrever um pouco mais. 
Prática. Tentativa e erro. Dia após dia.

Aí um dia a vida te esmurra na cara com a realidade e você se vê muito mais focada em correr atrás dos seus planos do que continuar escrevendo. E aí você entra num caminho difícil porque quanto mais tempo você fica sem escrever, mais difícil é voltar. Entende por que eu questiono tanto essa coisa do dom? Não é sentar em frente a uma tela em branco e fazer milagre. Escrever é difícil pra caramba.

Notar que você era uma pessoa que escrevia e, de repente, não é mais uma pessoa que escreve é um pouco desesperador. Aconteceu comigo nos últimos tempos e eu fiquei: ok, e agora, como faz?

Bom, tô aqui tentando fazer. Entende? Tentando reassumir a prática de escrever e, ok, talvez os textos do retorno não saiam do jeito que planejei e eu publique um, dois, dez textos que odeie. Acontece.

Mas escrever é tentar.
E tentar.
E tentar.

Quem sabe um dia eu chegue lá.


Comentários
23 Comentários

23 comentários:

  1. Me sinto assim as vezes, parece que nem escrever soluciona as coisas e escrever sempre foi um refúgio pra mim.. Tem faltado vontade e muitas vezes inspiração. Fico em dúvida se é fase ou se eu estou gradativamente ficando feliz e esquecendo da tristeza que era personagem de todos os meus textos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acho que o mais difícil quando a gente começa a escrever por algum motivo específico é continuar escrevendo quando aquele motivo é "solucionado" ou "passa". Aí a gente tem que arranjar inspiração em coisas que, muitas vezes, a gente não sente. Sempre difícil.

      Excluir
  2. O que dizer dos seus textos Karine? Só consigo me identificar! Eu acho que escrever não é um dom e nem prática, é sentimento. Quando escrevemos é porque estamos expressando algo que tava guardado há pouco ou muito tempo. O segredo é não parar nunca, mesmo sem vontade! E ah, amo seu blog ♥
    www.umpoucodesorte.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Letícia! Que bom que gosta do blog e vou tentar não parar, mas preciso admitir que é complicado com tanta coisa pra resolver na vida hahaha

      Beijão <3

      Excluir
  3. Você escreve muito bem!! Eu adoro os seus textos, no entanto, te entendo completamente quando você fala das cobranças das pessoas, eu detesto quando me cobram pra escrever "e o livro quando vem?", eu sei que na maioria das vezes a pessoa não fala por mal, mas incomoda porque para mim escrever não é uma obrigação.
    Nós pessoas que escrevemos e nossas milhões de dúvidas!!
    Beijinhos,
    Duda
    www.ensaiopoetico.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Duda! <3
      Sim, essas perguntas são de lei, não é? Você fica até meio sem-graça quando responde "nunca nem comecei um livro, desculpa".
      E sim, milhões de dúvidas, sempre <3

      Obrigada pelo carinho de sempre
      Seu blog também tá lindo!

      Beijão

      Excluir
    2. Owwwwwn, muito obrigada <3 fiquei toda boba aqui!!

      Excluir
  4. Te entendo bem,achei que era a unica que achava difícil escrever,
    estou nessa fase de tentar,tentar,tentar também,quem sabe um dia
    a coisa simplesmente flua naturalmente ou não kkk
    bjs!
    http://trancadoasetechaves.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, o segredo é tentar, né?
      E boa sorte pra gente!

      Beijos

      Excluir
  5. Acredito sim que o dom não é o da escrita, mas o querer escrever.
    Quando você se interessa, e ama quando faz, pouco importa de fato se preocupar com essas questões.
    Eu amo escrever.
    É verdade que eu não escrevo nada sério, e é verdade que há coisas que eu escrevo, então depois releio e percebo o quão constrangedor era o texto que não deixo nem minha mãe ler. (hehe)
    Mas eu não deixo de escrever por isso, muito pelo contrário, sigo escrevendo porque simplesmente não sei viver sem escrever. Às vezes brinco que respiro palavras.
    Acredito que a escrita seja na realidade algo mágico, magia pura e bruta, o escritor apenas se envolve com ela e a pole e molda seguindo o seu coração.
    Acredito que você faz isso, acredito que eu faça isso. Todo escritor faz.
    Você só precisa se conectar com a magia e seu tom para esculpir o mais belo texto.
    Beijokas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aí talvez seja verdade. O "dom" talvez seja o fato de amar escrever e não escrever em si.

      Obrigada pelo comentário, Lia!

      Beijos

      Excluir
  6. Li hoje seu texto compartilhado no Facebook pela MTV... Curso comunicação social e vivo pensando em ter um blog, mas não escrevo como na adolescência rs. Tenho medo de não ser boa, de fracassar, mas lendo esse post eu entendi que a palavra é TENTAR. Obrigada. Pode não ser relevante, mas ganhou mais uma leitura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Caroline,

      Nem sabia que a MTV tinha compartilhado algum texto meu, fui até olhar hahaha

      Que bom que curtiu o blog!
      E sim, o segredo é tentar, tentar sempre e tentar sempre um pouquinho melhor.
      Obrigada pela visita!

      Beijos

      Excluir
  7. Me encontro no mesmo barco Karine, estou sem escrever há algum tempo e doida pra voltar... Mas está realmente difícil conseguir! Excelente texto, e vamos tentar!

    Beijos,
    http://almostthemoon.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Caramba Karine, eu quase nunca comento aqui, embora sempre leia seus textos.
    Mas estou vivendo exatamente esse momento, tô com um pouco de dificuldades para escrever, sendo que isso sempre foi natural para mim.
    As vezes tenho medo de estar vivendo mais ou menos, sabe? Porque sempre escrevi quando estava muito feliz ou muito triste, e se ando sem inspiração, alguma coisa pode estar errada.
    Enfim, me senti melhor lendo o seu texto. De verdade. Obrigada!

    Beijos,
    www.miragemreal.com

    ResponderExcluir
  9. Olá, Karine!
    Mais uma vez estou comentando um texto seu porque simplesmente estou sentindo a mesma coisa.
    Não é que eu tenha perdido a vontade de escrever. Mas é porque não sei o que vou escrever ou não tenho algo bom (ou algo que eu ache que seja bom, interessante para os leitores).
    Penso que estamos passando por uma fase de ajustes para que possamos correr atrás dos nossos sonhos fora de uma tela de computador. Mesmo que ainda inúmeros sonhos fiquem aqui, bem dentro dela.

    Sinta-se abraçada.
    Gosto demais do seu blog.
    Muita luz!

    Mart Reff
    http://sentimentalismodesmedido.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Que lindo isso! Eu me sinto muito frustrado por ter muita coisa que queria transformar em textos e na maioria das vezes não consigo me expressar corretamente. Eu não sei se escrever é um dom, mas sei que as pessoas tem muitas coisas que precisam ser transformadas em outras para que a vida não fique tão pesada. Escrever é arte.

    Tem Meu Tamanho - Estilo, Música e Decoração

    ResponderExcluir
  11. Nossa, me encaixei, demais. Já passei de uma forma um pouco diferente de tudo isso que você falou, e a sensação e a tentativa, e a frustração... Parece que não se cansam de repetir.

    Gabbs, xoxo
    http://www.gabbisandi.com

    ResponderExcluir
  12. Kah, me sinto SUPER assim! Pior que trabalho com a escrita. Quando tenho um bloqueio, quando a história é boa mas não tô bem para escrever, nossa fico em uma bad terrível!

    Fiquei um tempo sem escrever no blog e senti como se eu estivesse escrevendo esse post <3

    ResponderExcluir
  13. KAH, VEM CÁ E ME DÁ UM ABRAÇO, AFF
    EU fico tão perdida quando eu não consigo escrever. Até hoje sempre acontece de voltar, mas mesmo quando eu fico tipo, dois meses eu já me sinto tão vazia. E não é por falta de tentativa, é só que sei lá. Hoje me sinto tão vazia e quebrada que fico esperando as palavras vazarem pelos buracos que sobraram, mas não sai e isso parece que só vai aumentando o problema. Antes eu escrevia e isso me curava, mas agora nem isso eu consigo fazer. Vou me contentando em ler os textos de outras pessoas na esperança de que as palavras voltem a se organizarem na ponta dos meus dedos.
    Beijão!

    www.horinhasdedescuido.com

    ResponderExcluir
  14. Caramba, me identifiquei muito! Perdi um pouco a prática da escrita e é desesperador perceber isso. Mas você já arrasou com esse texto, Ka, fica fria. <3

    ResponderExcluir
  15. Eu acho que nunca comentei seus textos antes, mesmo lendo e relendo seu blog toda semana. Mas depois desse desabafo sincero não pude ficar sem comentar. E concordo com você em como é difícil escrever, não por se tratar de dom, porque também acredito que não tem a ver com isso. Mas difícil porque escrever requer entrega de corpo e alma. E é frustrante quando as palavras não saem como o esperado. Ainda mais quando nos focamos em outras coisas e voltar a se entregar com tudo assim depois de um tempo é difícil pra caramba. Aí parece que a gente volta para o ponto de partida, engatinhando para aos pouquinhos dar os primeiros passos e escrever algo que pareça sair mais ou menos como a gente quer. Mas eu espero que você continue tentando, porque eu amo de paixão todos os textos que tu postou aqui. Beijos!

    ResponderExcluir
  16. Você é magnífica, sério. Também tento escrever mas de 100% do que escrevo, odeio 99,7%. Suas palavras me definiram maravilhosamente bem, sinto exatamente esse "desespero". Continue escrevendo, por favor!

    diario--colorido.blogspot.com

    ResponderExcluir

Gostou do post? Deixa sua opinião ou sugestão de post aqui que a gente vai adorar ler! ;)