17 de setembro de 2015

(Não) me deixa ir

Se for pra ficar, cê sabe que eu fico. 

Eu fico pra gente retomar de onde parou. 

Eu fico pra fazer aquele jantar que prometi, cozinho uma massa e de sobremesa o seu bolo favorito. Posso até colocar aquele filme chato que você adora e eu detesto só pra te agradar. Mas no dia seguinte a gente assiste a comédia romântica que eu tô doida pra ver e você foge. 
Cê vai me olhar com aqueles olhos de amor e a gente vai lavar a louça juntos porque você sabe que odeio ficar com as mãos na água gelada. 

Eu fico pra gente ir naquele barzinho de stand-up que você queria ir. Aquele que cê sugeriu quando eu ainda fazia parte dos seus planos. Ou também pra gente conversar por horas sobre a vida, sobre as pessoas, sobre o significado profundo dos sonhos ou sobre sorvete e minions. Lembra quando todos os assuntos pareciam infinitos e a conversa durava horas? E só olhar pro seu rosto no final do dia já fazia tudo ficar bem. 

Eu fico pra ajudar a escolher o tênis novo que cê quer comprar faz tempo. E pra você não deixar eu comprar todos os sapatos que vejo pela frente. Até fico pra você dar broncas me ensinando a comer direito. No fundo eu amava a sua preocupação e o seu empenho em tentar me convencer a ser mais saudável. Eu fico pro telefonema de 5 minutos antes de dormir só pra ouvir sua voz e ter um sono mais tranquilo. Mas fico também pra conversa descontraída até às 3 horas da manhã que vai me deixar parecendo um zumbi no dia seguinte. Mas tudo bem, porque vai ter sido com você.

Não me deixa ir porque quando você me olhava eu sabia que ali era o meu lugar. Não me deixa ir porque eu sempre soube que cê era especial demais e que juntos a gente podia tudo. A eletricidade que percorreu o meu corpo quando você tocou a minha mão pela primeira vez me fez sorrir de emoção. E o primeiro beijo trouxe a certeza de que era você. 

Não quero ir porque a gente viveu muita coisa linda mas não viveu metade do que tinha pra viver. Não teve aquele sorvete no parque no fim da tarde. Não teve a viagem pra praia com direito a parar no caminho pra ver a paisagem. Não teve a primeira briga - veja só. Não teve uma noite mal dormida tentando pensar no que dar pro outro de presente. Não teve o primeiro aniversário juntos. Não teve maratona de séries pra eu chegar no mesmo episódio que cê tava e a gente assistir o resto da temporada juntos. 

Mas se não for pra ter tudo isso, se não for pra te ter por inteiro, por favor, me deixa ir. 

Me deixa ir porque eu não aguento te ter por perto e não viver tudo isso com você. 





Comentários
7 Comentários

7 comentários:

  1. Sabe as lágrimas? Então, tem rolando por aqui...
    Parabéns Paulinha <3

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Lindo demais.<3
    http://www.minhacorfavoritanaoerosa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Que texto maravilhoso! Eu fiquei realmente emocionada!
    Eu sinto muita falta de textos que eu leio e sinto essa emoção que eu senti com o seu, parabéns:
    Beijo
    frandeflor.tumblr.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, que gostoso de ler isso! Muito muito obrigada!!! Beijao

      Excluir

Gostou do post? Deixa sua opinião ou sugestão de post aqui que a gente vai adorar ler! ;)