Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2015

Enquanto soube ficar

Você não sabe, mas pensei em te ligar diversas vezes. Sabe aquele momento em que a gente questiona as próprias decisões e quer voltar atrás e dizer que perdoa e que tudo bem, vamos errar de novo? Pensei em errar outras vezes junto com você; quem sabe assim uma hora a gente aprende. Não te liguei, apesar de tudo - e olha que todos falaram, e olha que todos me odiaram, e me xingaram, e disseram que nunca te amei, e disseram que eu brinquei com você, e disseram que foi sempre tudo mentira - e apesar de todos os pesares e do tanto que me pesou a sua ausência, eu não te liguei. Eu não te liguei porque eu sei que nem tudo o que nos faz falta é amor e fingir que ainda era só seria um jeito de enganar a mim e a você. 
Foi uma droga todo o tempo sem você. E assistir uma comédia e lembrar como você ria ao meu lado. E olhar pra cada canto do meu quarto e ver um resquício seu porque você é dessas pessoas que deixam lembranças até quando não querem deixar. Eu quis te dizer antes de você ir que eu i…

Quando a gente encontra

Cê lembra daquele dia que eu achei que nunca mais ia parar de doer e eu gritei e eu esperniei e eu te liguei às três da manhã na sua casa e exigi - exigi - que você fizesse passar? E você fez.

E quando eu achei que tinha feito todas as escolhas erradas na vida, cada uma delas, e questionei todas as minhas decisões, e chorei um tanto, e te tratei mal porque a minha vida tava uma bosta e você não abriu meus olhos e fui uma chata, uma insuportável, uma cuzona. E você aguentou, respirou fundo, me deixou chorar e surtar e culpar o mundo por tudo de errado, e depois colocou juízo na minha cabeça e me fez ver que mesmo que eu tenha feito mil escolhas erradas, uma escolha eu fiz certa:

Eu nunca deixei você sair da minha vida.

E aquele dia em que eu tava triste e ninguém entendia e você entendeu?
Quando eu ri do nada e você nem precisou perguntar qual era a piada?
E aquela viagem que era pra ter sido uma bosta se a gente analisasse assim friamente, mas acabou entrando pra lista de melhores viagens …

De Sydney, Com Amor

(ou Um Mês do Outro Lado do Mundo) - 
Eu não sabia o que me esperava quando decidi arrumar minhas coisas e mudar completamente de vida. A gente recebe mil avisos e conselhos quando faz algo do tipo, cria expectativas, jura de pé junto que tá preparado para qualquer coisa - até que esse momento chega. Eu acho que a gente nunca está preparado de verdade para uma mudança brusca de vida, até porque não tem receita pra seguir e a gente nunca sabe, de verdade, como vai reagir em determinadas situações. Às vezes, o que achamos que seria o mais difícil se mostra algo bem fácil de lidar. E o que a gente nunca imaginou que ia ser tão complicado se torna nosso calcanhar de Aquiles. 
Crescer de uma hora pra outra, saindo assim da nossa zona de conforto, não é das tarefas mais simples. Mas também não é impossível nem o bicho de sete cabeças que, às vezes, a gente pensa que é.

Acontece. A gente se vira. A gente se vira do avesso, se vira nos 30, vira mais paciente, mais forte, mais maduro, mais simpáti…