Pular para o conteúdo principal

Deixa a saudade ser saudade

Deixa a saudade doer. A falta sufocar. Vai ter desespero e dor. 
Cê vai lembrar daquele dia que saiu com ele pra tomar sorvete e pegaram a sorveteria fechando, mas ele pediu tanto explicando que cê tava com muita vontade de sorvete que a funcionária deixou vocês comprarem uma casquinha cada um. Aí você derrubou a sua no chão sem querer e vocês riram até chorar. Depois dividiram o sorvete que restou. 

Deixa a saudade fazer parte de você. Igual naquele dia que ele te abraçou e chorou igual um menino porque tinha medo do futuro separar vocês. A vontade dele de morar no exterior e de estar com você pareciam ser incompatíveis. Cê sorriu e sussurrou no ouvido dele: a distância faz parte da vida e da gente. Mas eu vou com você pra onde você for. 

A saudade vai trazer tantas lembranças boas que cê vai esquecer que o fim foi tão ruim. Cê vai esquecer o tanto que ele te fez chorar depois de ter sumido por dias. A gente tem esse problema de esquecer o que foi ruim e achar que a falta significa que a gente não devia ter deixado o outro ir. Mas devia. E por mais que bata a vontade de jogar tudo pro alto porque se for pra fazer planos sem ele você não quer planejar com ninguém... Vai passar. Não sei em que momento nem se vai demorar. Mas vai passar. 

Mas só vai passar se você aceitar a saudade. Se você parar de lutar contra a vontade de ligar pra ele cinco vezes por dia. Quando você aceitar que por mais que tenha sido muito dolorido, o fim não foi mais forte que o começo. Que tudo que quase-foi acabou pesando no coração cheio de esperança de fazer dar certo de novo. De engolir o orgulho e pedir pra tentar e tentar e tentar até vocês acertarem.
Porque vocês valem a pena, não é? Ele te procurou a vida toda e você sonhou com ele por dias antes mesmo de saber que ele existia. 

Deixa bater o desespero de achar que era aquilo: era o grande amor da sua vida e você deixou ele ir. Ou ele foi sozinho e não tinha nada que cê podia fazer. Deixa a saudade ser saudade e fazer o papel dela: apertar, sufocar, judiar.

Porque você precisa sentir tudo isso agora. Pra depois saber reconhecer quando não estiver sentindo mais nada. 



Comentários

  1. Nossa, você falou(escreveu) exatamente o que eu precisava ouvir(ler). Serio, obrigado. Texto demais. Vc me ajudou muito.
    Agora vou deixar a saudade doer

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que linda! Obrigada! E, sim, deixa a saudade doer. Ela vai passar, mas você só vai saber reconhecer quando passou se tiver a sentido em toda sua extensão! Beijo grande.

      Excluir
  2. A gente tem esse problema de esquecer o que foi ruim e achar que a falta significa que a gente não devia ter deixado o outro ir.

    ResponderExcluir
  3. Anônimo21/11/15

    Tô passando por isso e não esta nada fácil, cada minuto mando uma mensagem e sempre termino ela com a frase "essa é minha ultima mensagem a você" não se passa nem horas e estou la mandando outra na tentativa desesperada de ouvir dele qualquer "vamos tentar de novo" porém já fui tão magoada, enganada, humilhada.. 6 anos sofrendo mais que sendo feliz e suplicando amor, apenas amor! E nessa hora na cabeça só resta os momentos bons, os poucos momentos de carinho e afeto... E me pergunto: a que ponto cheguei, deixar de me amar e querer alimentar algo sozinha ������ é lamentável... Mas vai passar, eu sei que vai!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai passar sim! Tenha força e luta um pouquinho contra a vontade de mandar mensagem. Deixa a saudade doer porque ela vai passar depois! E fica bem! Beijo!

      Excluir

Postar um comentário

Gostou do post? Deixa sua opinião ou sugestão de post aqui que a gente vai adorar ler! ;)

Postagens mais visitadas deste blog

A história do fim de uma amizade

Você sentiu falta. Ligou, procurou, correu atrás. É estranho que isso tenha acontecido depois de tanto tempo. É estranho que tenha acontecido quando a alegria acabou, o namoro acabou, aquela sua maré ótima acabou. É estranho que você tenha buscado o colo e não a comemoração. Você sentiu falta, e eu queria que isso tivesse acontecido antes. Sentiu falta, e eu queria que eu voltasse a me importar com isso. 
Você veio, me abraçou, e teve um abismo enorme entre nossos dois corpos. A gente não soube o que falar, não soube até onde podia ir uma com a outra, não soube que novidades contar, não soube nada. Rimos aqui, ali, falamos aquele superficial que falamos com uma colega qualquer e depois nos perdemos em um silêncio que durou minutos, mas pareceu durar uma vida. 
Durou uma vida. Nossa amizade, tantos anos de risadas, de abraços, de choros, de lágrimas. E por isso é quase desumano soltar a mão de alguém que esteve com a mão entrelaçada na minha durante todo esse tempo. Mas acredito que nos …

Cansei de brincar de ser trouxa

Eu cansei das mensagens visualizadas e não respondidas. De ter que estar pronta pra quando você quisesse, mas nunca poder contar com sua presença quando eu queria. Eu cansei de ser sempre tudo do seu jeito, de mendigar sua atenção, de tentar me encaixar entre um horário e outro da sua agenda, de me esforçar pra caber nuns buraquinhos esquecidos da sua vida. 
Cansei das idas e vindas, cansei da falta de atitude, cansei das vezes em que você disse que eu era tudo o que você queria, só não era agora, só não era a hora. Eu cansei de escrever sobre você, de dizer que ia te esquecer, de voltar atrás, de tentar mais um pouco, de insistir mais um tanto. Eu cansei naquela noite em que você não voltou. Naquele silêncio em que a gente não dividiu. Na madrugada inteira que você não me aqueceu e eu morri de frio. 
Eu cansei depois daquele seu olhar vazio quando eu apareci de surpresa. Eu cansei de achar que era você, e era eu, você só não sabia. Porque, quando é, a gente sabe desde o começo. Eu cans…