13 de novembro de 2015

É preciso sair da ilha

                      

Um dia, ano passado, eu disse que estaria aqui hoje. Eu não tinha certeza, eu não tinha dinheiro e não sabia ao certo se tinha coragem. Mas eu disse. E hoje eu tô. É engraçado como a vida, às vezes, sai tanto do planejado e acaba, ao mesmo tempo, seguindo exatamente o plano. Não é? 

Hoje é também o dia que eu não queria estar aqui. Em todos os outros dias, aqui é o meu lugar do momento, mas hoje, só hoje, eu queria que meu lugar fosse outro. Hoje eu queria aquela sensação de lar, aquele cheiro de casa, aquela segurança que a gente só tem quando encara o olhar carinhoso de quem a gente ama, sabe? 

Home is wherever I'm with you, right? 

Mas hoje eu tô aqui. 

E eu sei que hoje eu não vou ter um café da manhã preparado pelos meus pais. Nem o abraço do meu irmão. Nem vou pra um barzinho miado com meus amigos e fazer do lugar chato o melhor lugar do mundo. Não vai ter churrasco em casa com a minha família. Nem a melhor picanha do mundo. Hoje não vai ter tudo o que me fez ser quem eu sou hoje, quem eu me torno agora. E é difícil fazer 24 longe de tudo que eu fui por 23.

Li ontem que pra gente enxergar a ilha, a gente tem que sair da ilha. Logo, pra conseguirmos nos enxergar, temos que sair também de nós mesmos. Sair de mim e de tudo que deixei pra trás me fez ver que eu sou muita coisa, mas sou, principalmente, todas as pessoas que eu amo. E eu começo meus 24 sendo grata por isso. 

Não vai ser fácil passar esse fim de semana sem todo mundo que a vida inteira foi minha base. Mas dizem que sair da zona de conforto faz a gente amadurecer, e acho que ser mais grata faz da gente mais madura, não faz? 

Por isso, sou 24 vezes mais grata por tudo o que tive. Por tudo que aprendi. Por cada lugar que já conheci e por todos os lugares incríveis que tô conhecendo. Sou 24 vezes mais grata por todas as pessoas que cruzaram meu caminho - os que foram e os que ficaram. Por todo mundo que amei e amo. E, principalmente, sou 24 vezes mais grata por todo amor que me foi dado.

A vida às vezes é difícil, às vezes triste, às vezes puxada. Mas a vida pode ser também incrível. 

Obrigada pelos 24. 


Comentários
7 Comentários

7 comentários:

  1. Muitos inspirador,as vezes a gente esquece de agradecer pelas coisa boas
    porque fica focado demais nas coisas ruins,
    Boa sorte nessa nova empreitada Kah,você merece,
    bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que ser grato é uma das coisas mais importantes da vida.
      Muito obrigada!

      Excluir
  2. Bárbara Luna15/11/15

    É quase impossível não sentir nostalgia, principalmente porque, como você disse, durante toda sua vida foi diferente. Mas o fato de ser diferente não quer dizer que deixe de ser bom, não é? Espero que você aproveite ao máximo e consiga, de fato, lançar um outro olhar sobre você mesma. Você só tem a ganhar com essa experiência e, com certeza, evoluirá ainda mais como ser humano. <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero o mesmo!
      Muito obrigada!

      Excluir
  3. Kaaaaaah, parabéns! Que você consiga enxergar em si mesma, tudo aquilo que nós leitoras conseguimos enxergar em você, uma linda mulher, com uma mente incrível. Te desejo tudo de melhor!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sua linda! Obrigada pelo carinho de sempre!

      Excluir
  4. Que texto lindo, bateu forte lá no fundo do coração. Parabéns pelas palavras e parabéns pela coragem de se jogar numa experiência dessas :)

    "É engraçado como a vida, às vezes, sai tanto do planejado e acaba, ao mesmo tempo, seguindo exatamente o plano." <3

    ResponderExcluir

Gostou do post? Deixa sua opinião ou sugestão de post aqui que a gente vai adorar ler! ;)