Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2016

Perdoa a bagunça

Cê perdoa, mas as xícaras tão manchadas, os pratos com os cantos quebrados e o coração cheio de marca das porradas que levei. Ainda têm umas dores, uns dessabores, umas lembranças ruins e uns pesadelos quando me lembro deles. Perdoa que eu ando um tanto cética e não dou mais bola pra música romântica, filme com final feliz ou clima de primeiro encontro. É que não acredito mais na felicidade de casal de primeiro mês, quero ver é casal sobrevivendo ao sétimo ano. Entende?
Cê perdoa as minhas cicatrizes e a alma cansada? E os traumas, e as histórias mal resolvidas, e os telefonemas no meio da balada pra dizer pra paixão antiga um pouco mais do mesmo: por que você falou que ia ser quando nunca foi?
Perdoa os dramas, os gritos, os choros, as risadas descontroladas, os colos que vou querer receber, os ataques na TPM, as dietas de segunda-feira, as neuras da adolescência que ainda não abandonei mesmo depois de ter mais de vinte anos na cara. Perdoa as brigas por política, perdoa os gritos con…

Deixa Eu Te Contar

A vida apertou. A faculdade tá desgastante. Eu olho pra vários rostos e não reconheço ninguém. Onde é que foi parar a ingenuidade dos primeiros dias? O idealismo do começo de qualquer profissão? Essa vontade de fazer diferente, de ser diferente, de melhorar a nossa volta? Eu olho pra eles, eu olho para mim, e tenho me perguntado se é isso mesmo que faz sentido. Se viver é mesmo isso.
Derramei umas lágrimas que você não viu. Não é culpa sua, sabe? É mania minha mesmo de dormir chorando quando as coisas saem do eixo. Quando eu mesma perco o giro e caio de cara no chão. Me junto sozinha porque odeio pedir ajuda. E vou quebrada para todos os lugares porque não suporto a ideia de que as pessoas descubram.
Não conta pra ninguém que tô te contando. É que a vida tá difícil. É que a dor tá gigante. É que tudo que eu planejei tá dando tão errado, sabe? E meus sonhos ficam cada vez mais distantes. É que tá difícil pra caramba. E eu só tenho chorado. E eu só tenho desejado ficar no meu quarto, abra…

Feminismo: 3 Sites para se Empoderar

Se você andou frequentando as mídias sociais nos últimos tempos, sabe que o feminismo é um assunto que está, ainda bem, cada vez mais em pauta. Porém, apesar de ver muita gente começando a se interessar pelo assunto, ainda se compartilha muita coisa equivocada sobre ele. Por isto, resolvi compartilhar por aqui 3 sites que acompanho com frequência e que me ajudaram - e ajudam - a entender mais sobre o assunto, estudar e me informar no geral. 

Espero que sejam úteis, de verdade, para quem está só começando neste mundinho lindo feminista e também para quem não sabe nada sobre o feminismo e quer saber sobre o que tudo isto se trata. 

1. LUGAR DE MULHER

O Lugar de Mulher foi um dos primeiros sites que eu comecei a acompanhar. Ele é comandado por três mulheres: a Polly, a Mari Messias e a Clara Averbuck. Segundo elas, é um site para mulheres que cansaram das mesmas dicas de sempre de "como secar a barriga, se vestir pra agradar homem etc", aquelas velhas cagações de regras que a gent…

É preciso perder-se

É estranho encarar um espelho e se perceber no reflexo. Estranho ver que o rosto ali refletido pertence a alguém que já viveu tanto, ainda que por fora a pele permaneça jovem, pouco alterada. É estranho, estranhíssimo, notar como o tempo foi gentil diante do caos interior.
É que, por dentro, as coisas já desabaram e se reergueram vezes e vezes seguidas. E, quer saber? A parte mais estranha é esta: ninguém viu. Ninguém a não ser os olhos que agora te encaram de volta no espelho. Os olhos, da cor que forem, do tamanho que forem, das expressões todas de tudo que se viveu. Os olhos.
Eles que viram o dia em que o avô partiu e o pai deixou de ser a imagem da calma e se tornou o homem que chora. O primeiro que se atreveu a tanto desde que você entendeu que eles foram ensinados a parecer inabaláveis.
Eles que viram o dia em que o melhor amigo se mudou da cidade e levou um pedaço de você.
Eles que viram a mãe se formar na faculdade.
Eles que viram o dia em que a prima se casou com o primeiro namor…

As pessoas são como são

Demorei pra aceitar, enrolei, quis muito que as pessoas mudassem - por mim, pelo mundo, porque era "melhor pra elas" - mas hoje, finalmente, entendi que é isso: as pessoas são como são. E eu, do alto dos meus vinte e poucos anos, não sei o que é melhor para ninguém - da mesma forma que ninguém vai saber o que é melhor ou não pra minha vida. 
Descobri que algumas pessoas gostam de azul, outras de amarelo. E cada um é feliz da sua própria maneira. Alguns arrumam suas malas, embarcam para o outro lado do mundo e nunca mais voltam. Outros ficam e criam raízes. Acho que amadurecer, pra mim, foi entender que ninguém é melhor ou pior por ir ou ficar. A gente só precisa de coisas diferentes pra ser feliz. Entende?
De verdade: não dá pra medir as escolhas das pessoas com a régua das nossas próprias escolhas.  E o motivo é bem simples, nada de grandes complicações: cada um é feliz do jeito que é. 
Acho que de todas as coisas que aprendi ao longo desses poucos anos, a que mais me libertou …

Descoberta da Semana: Daniela Andrade

Quem viu o post da Descoberta da Semana da semana passada vai perceber que eu continuo na mesma vibe. Continuei procurando mais cantores que fazem vídeos de cover de músicas que gosto e acabei caindo nocanal da Daniela Andrade no Youtube e ó: que amor! 

Eu tô completamente apaixonada por essa versão de La vie en rose, que, por acaso, é uma das minhas músicas preferidas da vida. Sério, gente, como faz pra lidar?
Espero que vocês gostem!





Se tiverem indicações de blogs, sites, vídeos, cantores, bandas etc diferentes, por favor, deixem nos comentários, que eu vou adorar conhecer! 

É hoje que a gente chega ao fim?

Eu queria te avisar que tamo a um passo. É aquele momento do tudo ou nada. Sabe? Ou a gente se joga de uma vez e resolve nossos impasses ou cada um pra um lado, vai com Deus, fico com Ele. É que eu não tenho mais paciência pra todo o charminho, os jogos, os ciúmes, as briguinhas bestas e os gritos nas discussões sérias. Sabe quando o coração diz chega? Eu quero mais é que a gente seja feliz. Ainda que isso signifique você de um lado do mundo e eu d'outro. 
Mas tá tudo bem, viu? É só que eu não tenho mais saúde pra gostar desse jeito adolescente de quem precisa sempre meio que gritar pra demonstrar um amor que, às vezes, sequer existe. Tô de saco cheio de amor que cansa. Amor que suga as energias pra provar todo tempo que ainda é amor. Eu preciso, pelo amor de Deus, de um amor calmo. Entende? Eu cansei dessas paixões avassaladoras. 
Eu cansei de brigar dia sim e no outro também. E de viver entre uma reconciliação e outra. E das pessoas que nos amam nos olhando a todo momento como s…

#VEDA: 3 Vlogs para Apaixonados por Livros

Antes de qualquer coisa, eu preciso admitir: eu nunca tinha sido uma pessoa que realmente acompanha vlogs no Youtube. Os blogs sempre me conquistaram mais, desde a adolescência. Mas, nos últimos dias, ando dando uma chance para alguns vlogs que me indicam, principalmente porque é mês de #VEDA. 
Para quem não sabe, #VEDA significa "Vlog everyday in April" (ou: vlog todos os dias de abril). Eu comecei a acompanhar porque sigo a Iris Figueiredo no Twitter (o perfil dela é esse daqui) e ela tá postando vídeos bem bacanas sobre o mundo literário. Dos vídeos dela, comecei a dar uma olhada em outros vlogs que também estão participando do #VEDA e que também focam nessa temática.
E foi daí que surgiu a ideia de fazer este post com 3 vídeos com dicas de leituras para vocês. Os vídeos são do canal da Iris Figueiredo, do All About That Book e do Geek Freak

Espero que gostem! Eu, pelo menos, já montei uma listinha dos livros que essa galera indicou/falou sobre que eu quero ler também. 

Se …

Indicações: 4 Romances para ver na Netflix

Vamos falar sobre amor, relacionamentos, fins, drama e clichês? Acho que não é novidade para ninguém que eu sou a louca dos filmes românticos e tô sempre procurando histórias novas para me emocionar. E eu bem sei como é difícil saber o que assistir quando começamos a rolar a lista de filmes da Netflix. Sério, já passei boas horas procurando um filme até acabar desistindo. Pensando nisso, resolvi indicar meus achados e, claro, criar um diálogo para que vocês também me indiquem filmes novos para assistir. Pra começar, resolvi indicar aqueles que falam de uma das coisas que mais gosto de ler e ver sobre: amor. Que venham os romances!
1. IN YOUR EYES
Estrelado por Zoe Kazan, o filme conta a história de um romance metafísico entre Rebecca e Dylan (Michael Stahl-David). Ela, a atônita esposa de um renomado médico. Ele, um ex-presidiário. Cada um vivendo em um local, até que descobrem que, de alguma forma, os dois estão conectados. Eles podem se ouvir, sentir o que o outro sente, enxergar o qu…

A gente não precisa ser o casal do Instagram

Conheci um casal que era lindo nas fotos do Instagram. Declarações de tirar o fôlego. Apaixonados em cada uma das fotos. Um desses casais que dá vontade de ser igual, sabe? Mas não era real. Depois da foto tirada, eles quase não se falavam. Não tinha mais nada ali, além do que queriam mostrar pro mundo. Mas amor que precisa ser mostrado é só amor ensaiado, né? Acho que certas coisas precisam apenas ser sentidas.
Eu não sou a melhor pessoa para falar sobre relacionamentos, é verdade. Quem eu penso que sou, não é mesmo? Alguém que nunca viveu um relacionamento duradouro, apaixonante, apaixonado e tudo mais. Mas acho que é uma coisa sobre qualquer sentimento: não precisa ser um show. Você não precisa ser a melhor amiga de todas no Facebook. Eu prefiro que você seja minha melhor amiga numa madrugada em que eu estiver do outro lado do mundo tendo uma crise e precise desabafar com alguém. É esse tipo de amizade que eu quero na minha vida.
Tem uma frase que eu não sei quem escreveu, mas que ad…

Descoberta da Semana: Clara Renault

Não é novidade para quem me acompanha por aqui há um tempo que eu sou completamente apaixonada por cover. Tenho uma lista de bandas e cantores que fazem cover de músicas que, na minha opinião, ficam ainda melhores do que as versões originais. 
E, nos últimos dias, eu andava procurando gente nova, tentando achar algumas versões novas das músicas que gosto. Por acaso, alguém que eu sigo no twitter compartilhou um link de um vídeo da Clara Renaulte pronto: foi amor à primeira vista. 
Daí não deu outra, precisei dividir essas doses de amor aqui com vocês com alguns dos vídeos que eu gostei. Espero que vocês também gostem!




Pra ver mais vídeos da Clara, basta clicar aqui e visitar o canal dela no Youtube. 
Se quiserem indicar algum cantor, banda, blog, site ou qualquer coisa do tipo, basta deixar o link nos comentários. Vou adorar conhecer!

Vá embora

Vai. Pode ir. Vá embora. Anda! Que é que você ainda tá esperando? Eu já falei que eu sou maluca, que é que cê ainda tá fazendo aqui? Pelo amor de Deus, cara, não torna isso pior. Sério, vá embora. Vá antes que eu não consiga te deixar ir.
Eu te disse que você não deveria ter aparecido, que não deveria ter vindo com aquela conversa de oi tudo bem vamos nos ver olha só eu também foi um prazer te conhecer de novo amanhã tudo bem ok um beijo dois só mais um por favor desculpa foi sem querer tudo bem ok um beijo dois só mais um. De novo. Amanhã?
Droga! Eu te falei que não era pra ficar. Falei que não era pra fazer planos que eu ia acabar concordando. Para com isso. Não pergunta o nome dos meus pais. Não faz piada sobre o cachorro que roeu metade dos móveis lá de casa. Não. Não diz que sua série favorita é a mesma que a minha que eu vou mentir sobre isso e inventar uma coisa qualquer.
Sério, não passa a mão no meu cabelo. Não me beija o pescoço desse jeito. Maldito... Não faz isso. Não me olha…

O Amor É Você

Você ficou quando ninguém mais teve essa coragem. Segurou a minha mão nos meus momentos mais difíceis. Me olhou com esses seus olhos admirados mesmo quando eu estava exausta, esfolada, machucada até a alma e sem força para continuar. Você me deu aquele seu sorriso, tirou os fios de cabelo bagunçados sobre meu rosto, e apenas murmurou: tudo bem você desistir, mas eu vou continuar aqui.
Você continuou. Mesmo quando eu gritava que você estava fazendo tudo errado, que você tinha me magoado, que às vezes você esquecia de coisas banais como me avisar que não vai poder vir me ver. Mesmo que você nunca tenha entendido todas as minhas reclamações. Mesmo que, sabe? Você ficou.
E toda vez que alguém vem me perguntar o que é amor e eu penso na gente, e penso em tudo o que passamos, eu tenho vontade de responder que amor não é aquele frio na barriga que eu ainda sinto, ainda depois de todo esse tempo, toda vez que te vejo. Que não é o arrepio da minha pele por cada toque seu. Que não é o coração dis…