Pular para o conteúdo principal

Indicações: 4 Romances para ver na Netflix



Vamos falar sobre amor, relacionamentos, fins, drama e clichês? Acho que não é novidade para ninguém que eu sou a louca dos filmes românticos e tô sempre procurando histórias novas para me emocionar. E eu bem sei como é difícil saber o que assistir quando começamos a rolar a lista de filmes da Netflix. Sério, já passei boas horas procurando um filme até acabar desistindo. Pensando nisso, resolvi indicar meus achados e, claro, criar um diálogo para que vocês também me indiquem filmes novos para assistir. Pra começar, resolvi indicar aqueles que falam de uma das coisas que mais gosto de ler e ver sobre: amor. Que venham os romances!

1. IN YOUR EYES

Estrelado por Zoe Kazan, o filme conta a história de um romance metafísico entre Rebecca e Dylan (Michael Stahl-David). Ela, a atônita esposa de um renomado médico. Ele, um ex-presidiário. Cada um vivendo em um local, até que descobrem que, de alguma forma, os dois estão conectados. Eles podem se ouvir, sentir o que o outro sente, enxergar o que o outro vê. Estranho, inexplicável? Sim, um romance fora dos padrões que me conquistou do início ao fim. Vale muito a pena perder alguns bons minutos com este filme. 



2. LOUCAMENTE APAIXONADOS

Um romance breve e intenso. É isso o que a inglesa Anna (Felicity Jones) e o americano Jacob (Anton Yelchin) vivem enquanto a garota estuda nos Estados Unidos. Mas, quando chega a hora de voltar para casa, os dois precisam descobrir se é possível manter um relacionamento apaixonado à distância. Dá para fazer isso? Continuar loucamente apaixonado com cada um morando em um país? Uma história cheia de idas e vindas, altos e baixos e cenas dramáticas. Daquelas histórias que deixam a gente sem ar. 



3. 6 ANOS 

Dan (Ben Rosenfield) e Mel (Taissa Farmiga) se conhecem desde sempre. Vizinhos, eles namoram há 6 anos. Mas, conforme os anos passam, eles vão se tornando pessoas diferentes e cada um vai tomando um rumo na vida. Esse filme fala sobre o que acontece com o amor enquanto a gente vai amadurecendo e se tornando outra pessoa. O amor consegue amadurecer junto? Acho que essa história me conquistou por ser tão sutil e, ao mesmo tempo, tão devastadora. Muito porque esfrega uma verdade em nossa cara: às vezes, não é culpa de ninguém; é culpa da vida. 




4. SIMPLESMENTE ACONTECE

Esses dois melhores amigos estão apaixonados. E isto não é nenhum spoiler, apenas algo que já podemos notar nos primeiros minutos do filme. O problema desta história é timing. Ou, melhor dizendo: a falta de timing. Entre o fim da adolescência e a fase adulta, Rosie (Lilly Collins) e Alex (Sam Claflin) compartilham experiências, sentimentos, brigas e aprendizados. E a gente, que acompanha tudo de fora e torce pelos dois, descobre que às vezes não é preciso ir tão longe para encontrar o que mais se procura. 


Observação: Fiz essa lista baseada na biblioteca da Netflix de abril de 2016. Como a biblioteca tá sempre mudando, não sei dizer quanto tempo esses filmes vão ficar disponíveis por lá. 

Comentários

  1. Adoro indicações de filme e fiquei bem curioso para ver "In your eyes" porque me lembrou uma série que assisto "Sense8", o segundo loucamente apaixonados também despertou minha curiosidade, acho que essas histórias de amor no intercâmbio devem acontecer muito.

    "Tem Meu Tamanho"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assiste e me fala o que achou depois, Alef <3
      Eu tô pra assistir Sense8 há uma década, mas ainda não vi. Vou mudar isso logo! ahahaha

      Beijão, obrigada pelo comentário!

      Excluir

Postar um comentário

Gostou do post? Deixa sua opinião ou sugestão de post aqui que a gente vai adorar ler! ;)

Postagens mais visitadas deste blog

A história do fim de uma amizade

Você sentiu falta. Ligou, procurou, correu atrás. É estranho que isso tenha acontecido depois de tanto tempo. É estranho que tenha acontecido quando a alegria acabou, o namoro acabou, aquela sua maré ótima acabou. É estranho que você tenha buscado o colo e não a comemoração. Você sentiu falta, e eu queria que isso tivesse acontecido antes. Sentiu falta, e eu queria que eu voltasse a me importar com isso. 
Você veio, me abraçou, e teve um abismo enorme entre nossos dois corpos. A gente não soube o que falar, não soube até onde podia ir uma com a outra, não soube que novidades contar, não soube nada. Rimos aqui, ali, falamos aquele superficial que falamos com uma colega qualquer e depois nos perdemos em um silêncio que durou minutos, mas pareceu durar uma vida. 
Durou uma vida. Nossa amizade, tantos anos de risadas, de abraços, de choros, de lágrimas. E por isso é quase desumano soltar a mão de alguém que esteve com a mão entrelaçada na minha durante todo esse tempo. Mas acredito que nos …

Cansei de brincar de ser trouxa

Eu cansei das mensagens visualizadas e não respondidas. De ter que estar pronta pra quando você quisesse, mas nunca poder contar com sua presença quando eu queria. Eu cansei de ser sempre tudo do seu jeito, de mendigar sua atenção, de tentar me encaixar entre um horário e outro da sua agenda, de me esforçar pra caber nuns buraquinhos esquecidos da sua vida. 
Cansei das idas e vindas, cansei da falta de atitude, cansei das vezes em que você disse que eu era tudo o que você queria, só não era agora, só não era a hora. Eu cansei de escrever sobre você, de dizer que ia te esquecer, de voltar atrás, de tentar mais um pouco, de insistir mais um tanto. Eu cansei naquela noite em que você não voltou. Naquele silêncio em que a gente não dividiu. Na madrugada inteira que você não me aqueceu e eu morri de frio. 
Eu cansei depois daquele seu olhar vazio quando eu apareci de surpresa. Eu cansei de achar que era você, e era eu, você só não sabia. Porque, quando é, a gente sabe desde o começo. Eu cans…