Pular para o conteúdo principal

Bienal do Livro de São Paulo

Bienal Internacional do Livro de São Paulo - A 24ª edição da Bienal do Livro acabou ontem em São Paulo, depois de 10 dias de evento. As sessões de autógrafo, os lançamentos e as vendas de livros acabaram, e agora fica a saudade, certo? Mas tem mais uma coisa que a Bienal sempre acaba deixando: uma lista de livros pra ler.

Daniel Bovolento autografando o livro Depois do Fim, lançado pela Editora Planeta

Visitei o evento no sábado (03/09). Infelizmente, meu orçamento estava bem apertado e o ingresso da Bienal já não era tão barato (apenas a entrada inteira custava R$25, tirando o dinheiro para comer alguma coisa lá dentro), o que fez com que eu me controlasse nas compras.

Livros comprados na Bienal do Livro 2016

Eu fui para o evento, principalmente, para prestigiar dois autores nacionais e comprar seus livros: a Iris Figueiredo e o Daniel Bovolento. E pude adquirir os livros deles: Confissões On-Line, da Iris, e Depois do Fim, do Dan, que aparecem na foto acima.

Encontro com a Iris Figueiredo, autora de Confissões On-Line 1 e 2
Sessão de autógrafos do livro Depois do Fim, do Dan
Assim que eu terminar de ler os dois, vou preparar resenha aqui no blog para contar o que achei. Enquanto isso, quero saber de vocês: visitaram a Bienal do Livro 2016? Que livros compraram? Essa última pergunta vale também para quem não foi: quais livros estão na sua lista de leitura?

Conta tudo pra gente nos comentários <3





Só pra finalizar, uma foto com minha companheira de Bienal. Obrigada, Miq, por andar a Bienal pra lá e pra cá comigo.





Já se inscreveu na newsletter do blog? A partir desse mês, a cada quinze dias, você pode receber uma newsletter especial do Isso não é um diário. Textos, indicações, música, filmes, séries...tem de tudo. E é de graça, basta se inscrever no formulário e esperar o email na sua caixa de entrada.

Comentários

  1. Uau, gostei muito!
    Estou bem ansiosa pra ler ambos.
    Do Daniel eu já sabia que iria lançar...
    Conte tudo!
    Beijos

    http://sentimentalismodesmedido.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Gostou do post? Deixa sua opinião ou sugestão de post aqui que a gente vai adorar ler! ;)

Postagens mais visitadas deste blog

A história do fim de uma amizade

Você sentiu falta. Ligou, procurou, correu atrás. É estranho que isso tenha acontecido depois de tanto tempo. É estranho que tenha acontecido quando a alegria acabou, o namoro acabou, aquela sua maré ótima acabou. É estranho que você tenha buscado o colo e não a comemoração. Você sentiu falta, e eu queria que isso tivesse acontecido antes. Sentiu falta, e eu queria que eu voltasse a me importar com isso. 
Você veio, me abraçou, e teve um abismo enorme entre nossos dois corpos. A gente não soube o que falar, não soube até onde podia ir uma com a outra, não soube que novidades contar, não soube nada. Rimos aqui, ali, falamos aquele superficial que falamos com uma colega qualquer e depois nos perdemos em um silêncio que durou minutos, mas pareceu durar uma vida. 
Durou uma vida. Nossa amizade, tantos anos de risadas, de abraços, de choros, de lágrimas. E por isso é quase desumano soltar a mão de alguém que esteve com a mão entrelaçada na minha durante todo esse tempo. Mas acredito que nos …

Querido namorado da minha ex-melhor amiga,

Ela chorou durante uma semana quando o primeiro cara quebrou o coração dela. E a gente passou o fim de semana vendo Diário de Uma Paixão e Um Amor Pra Recordar por vezes seguidas. A gente comeu brigadeiro, e tomou sorvete, e eu dei colo, e eu ouvi e limpei as lágrimas. Você não viu, porque você não tava lá, mas eu tava. 
Ela sofreu para escolher que faculdade iria fazer. E me fez ir a palestras e cursos com ela, mesmo que eu não estivesse interessada em nada daquilo. E me fez saber um pouco mais sobre as profissões que tava considerando. E pediu minha opinião milhões de vezes. E só decidiu o que iria prestar no vestibular aos quarenta e cinco do segundo tempo. Você não ficou nervoso com a ansiedade de ver se ela tinha passado na faculdade pública, mas eu fiquei. Porque você não tava lá, e eu tava. 
Ela conheceu um monte de babacas nos anos seguintes. E algumas vezes chorou, algumas vezes bebeu, algumas vezes disse que nunca mais ia ficar com cara nenhum. Algumas vezes ela só dormiu com …