Pular para o conteúdo principal

Bienal do Livro de São Paulo

Bienal Internacional do Livro de São Paulo - A 24ª edição da Bienal do Livro acabou ontem em São Paulo, depois de 10 dias de evento. As sessões de autógrafo, os lançamentos e as vendas de livros acabaram, e agora fica a saudade, certo? Mas tem mais uma coisa que a Bienal sempre acaba deixando: uma lista de livros pra ler.

Daniel Bovolento autografando o livro Depois do Fim, lançado pela Editora Planeta

Visitei o evento no sábado (03/09). Infelizmente, meu orçamento estava bem apertado e o ingresso da Bienal já não era tão barato (apenas a entrada inteira custava R$25, tirando o dinheiro para comer alguma coisa lá dentro), o que fez com que eu me controlasse nas compras.

Livros comprados na Bienal do Livro 2016

Eu fui para o evento, principalmente, para prestigiar dois autores nacionais e comprar seus livros: a Iris Figueiredo e o Daniel Bovolento. E pude adquirir os livros deles: Confissões On-Line, da Iris, e Depois do Fim, do Dan, que aparecem na foto acima.

Encontro com a Iris Figueiredo, autora de Confissões On-Line 1 e 2
Sessão de autógrafos do livro Depois do Fim, do Dan
Assim que eu terminar de ler os dois, vou preparar resenha aqui no blog para contar o que achei. Enquanto isso, quero saber de vocês: visitaram a Bienal do Livro 2016? Que livros compraram? Essa última pergunta vale também para quem não foi: quais livros estão na sua lista de leitura?

Conta tudo pra gente nos comentários <3





Só pra finalizar, uma foto com minha companheira de Bienal. Obrigada, Miq, por andar a Bienal pra lá e pra cá comigo.





Já se inscreveu na newsletter do blog? A partir desse mês, a cada quinze dias, você pode receber uma newsletter especial do Isso não é um diário. Textos, indicações, música, filmes, séries...tem de tudo. E é de graça, basta se inscrever no formulário e esperar o email na sua caixa de entrada.

Comentários

  1. Uau, gostei muito!
    Estou bem ansiosa pra ler ambos.
    Do Daniel eu já sabia que iria lançar...
    Conte tudo!
    Beijos

    http://sentimentalismodesmedido.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Gostou do post? Deixa sua opinião ou sugestão de post aqui que a gente vai adorar ler! ;)

Postagens mais visitadas deste blog

A história do fim de uma amizade

Você sentiu falta. Ligou, procurou, correu atrás. É estranho que isso tenha acontecido depois de tanto tempo. É estranho que tenha acontecido quando a alegria acabou, o namoro acabou, aquela sua maré ótima acabou. É estranho que você tenha buscado o colo e não a comemoração. Você sentiu falta, e eu queria que isso tivesse acontecido antes. Sentiu falta, e eu queria que eu voltasse a me importar com isso. 
Você veio, me abraçou, e teve um abismo enorme entre nossos dois corpos. A gente não soube o que falar, não soube até onde podia ir uma com a outra, não soube que novidades contar, não soube nada. Rimos aqui, ali, falamos aquele superficial que falamos com uma colega qualquer e depois nos perdemos em um silêncio que durou minutos, mas pareceu durar uma vida. 
Durou uma vida. Nossa amizade, tantos anos de risadas, de abraços, de choros, de lágrimas. E por isso é quase desumano soltar a mão de alguém que esteve com a mão entrelaçada na minha durante todo esse tempo. Mas acredito que nos …

Cansei de brincar de ser trouxa

Eu cansei das mensagens visualizadas e não respondidas. De ter que estar pronta pra quando você quisesse, mas nunca poder contar com sua presença quando eu queria. Eu cansei de ser sempre tudo do seu jeito, de mendigar sua atenção, de tentar me encaixar entre um horário e outro da sua agenda, de me esforçar pra caber nuns buraquinhos esquecidos da sua vida. 
Cansei das idas e vindas, cansei da falta de atitude, cansei das vezes em que você disse que eu era tudo o que você queria, só não era agora, só não era a hora. Eu cansei de escrever sobre você, de dizer que ia te esquecer, de voltar atrás, de tentar mais um pouco, de insistir mais um tanto. Eu cansei naquela noite em que você não voltou. Naquele silêncio em que a gente não dividiu. Na madrugada inteira que você não me aqueceu e eu morri de frio. 
Eu cansei depois daquele seu olhar vazio quando eu apareci de surpresa. Eu cansei de achar que era você, e era eu, você só não sabia. Porque, quando é, a gente sabe desde o começo. Eu cans…