Pular para o conteúdo principal

Cuida das nossas memórias

Foto de quando eu tava lá do outro lado do mundo

A risada perdida quando você entrar naquele café da esquina da sua rua. Talvez ela tente escapar, como os sons e as imagens sempre escapam após algum tempo, por isso é melhor ser bem rápido: fechar os olhos e capturar a sensação de nós dois rindo em um domingo qualquer, naquela mesa no canto direito que a gente sempre ficava. Era um tempo que a gente era feliz e ria sem medo da distância. Parecia fácil - sempre parece no começo. 

No sábado de manhã, quando você for ao mercado em frente a sua casa e alguém passar por você com o mesmo perfume que o meu. Não é mais o que eu uso, mas era o que eu usava e deixava impregnado em você depois de um dia inteiro ao seu lado.  Sente um pouquinho de mim naquele cheiro, porque se lembrar de mim é não esquecer da gente. Mesmo depois de meses. 

A música do Shawn Mendes que eu sempre fazia você ouvir. Quando cê ligar o rádio do teu carro e a voz dele começar a cantar, é a minha voz que você vai ouvir. Cantando desafinada no banco do seu carro, olhando pela janela e me perguntando como é que faz pra gente ser pra sempre quando a vida se mete no meio do caminho. Você sabe bem que era sempre isso que eu me perguntava quando ficava em silêncio nos nossos últimos dias. 

Quando a saudade apertar, pega um pouquinho de mim em cada memória, do mesmo jeito que eu, aqui, lembro da gente em cada lembrança tua. E quem sabe a gente dá conta, quem sabe o nosso amor é daqueles que aguentam oceanos de distância e se mantêm, quase intactos, até a hora do reencontro. Quem sabe a gente se torne um desses casais que viram história bonita pra contar - porque sobreviveram. E que difícil é amor que sobrevive nesses tempos, não é?

Lembra de mim e de nós sempre que der e me guarda com carinho. 
Porque eu tô longe, sei que tô, mas é que, sabe? Ainda é você. Ainda sou eu?
Se for, cuida da gente. Das nossas memórias.
Guarda tudo isso contigo. Guarda tudo isso pra mim. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A história do fim de uma amizade

Você sentiu falta. Ligou, procurou, correu atrás. É estranho que isso tenha acontecido depois de tanto tempo. É estranho que tenha acontecido quando a alegria acabou, o namoro acabou, aquela sua maré ótima acabou. É estranho que você tenha buscado o colo e não a comemoração. Você sentiu falta, e eu queria que isso tivesse acontecido antes. Sentiu falta, e eu queria que eu voltasse a me importar com isso. 
Você veio, me abraçou, e teve um abismo enorme entre nossos dois corpos. A gente não soube o que falar, não soube até onde podia ir uma com a outra, não soube que novidades contar, não soube nada. Rimos aqui, ali, falamos aquele superficial que falamos com uma colega qualquer e depois nos perdemos em um silêncio que durou minutos, mas pareceu durar uma vida. 
Durou uma vida. Nossa amizade, tantos anos de risadas, de abraços, de choros, de lágrimas. E por isso é quase desumano soltar a mão de alguém que esteve com a mão entrelaçada na minha durante todo esse tempo. Mas acredito que nos …

Querido namorado da minha ex-melhor amiga,

Ela chorou durante uma semana quando o primeiro cara quebrou o coração dela. E a gente passou o fim de semana vendo Diário de Uma Paixão e Um Amor Pra Recordar por vezes seguidas. A gente comeu brigadeiro, e tomou sorvete, e eu dei colo, e eu ouvi e limpei as lágrimas. Você não viu, porque você não tava lá, mas eu tava. 
Ela sofreu para escolher que faculdade iria fazer. E me fez ir a palestras e cursos com ela, mesmo que eu não estivesse interessada em nada daquilo. E me fez saber um pouco mais sobre as profissões que tava considerando. E pediu minha opinião milhões de vezes. E só decidiu o que iria prestar no vestibular aos quarenta e cinco do segundo tempo. Você não ficou nervoso com a ansiedade de ver se ela tinha passado na faculdade pública, mas eu fiquei. Porque você não tava lá, e eu tava. 
Ela conheceu um monte de babacas nos anos seguintes. E algumas vezes chorou, algumas vezes bebeu, algumas vezes disse que nunca mais ia ficar com cara nenhum. Algumas vezes ela só dormiu com …