Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2018

Para a Karine do fim de 2018

Espero que você esteja viva.
Sei que esta é uma frase estranha de se falar assim, logo de cara, mas sabemos, eu e você, o quanto foi difícil chegar até aqui inteira. Aliás, inteira não - isto você deixou de ser há algum tempo. Não sei dizer exatamente em que momento (ou talvez eu saiba e só não queira admitir), mas algo se quebrou aí dentro. 
Chegamos até aqui tentando juntar os pedaços e não foi fácil. Sei o quanto você quis sumir. Desaparecer. Sei de todas as vezes em que você ficou na cama sem se mexer, na ilusão de que o mundo se esqueceria de sua existência. Não se esqueceu - e você teve que continuar indo em frente, levantando, sorrindo, fingindo que estava bem quando aí dentro, aí bem dentro, tava tudo um caos. 
Espero que não esteja mais um caos.
Desse lado de cá, ainda no começo, é o primeiro dia do ano.
Eles dizem que um novo ciclo começa, mas não acho que há muita diferença de ontem. Mas aproveitei para respirar. Às vezes, é só o que a gente precisa, sabe? Não fiz metas, to do l…